sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Vários membros do Comité Executivo da FIFA interrogados pela justiça suíça

Vários membros do Comité Executivo da FIFA foram ouvidos pela justiça suíça e o presidente do organismo, Joseph Blatter, também poderá ser no futuro, se necessário, disse à AFP um porta-voz do Ministério Público suíço.

© Arnd Wiegmann / Reuters

"O gabinete do Ministério Público interrogou os membros do Comité Executivo da FIFA que votaram em 2010 [na atribuição dos Mundiais 2018 e 2022], que continuam em funções e não são residentes suíços", disse André Marty.

De acordo com a France Presse, os responsáveis da FIFA que cumprem estes critérios são sete: o camaronês Issa Hayatou (presidente da Confederação Africana), o espanhol Angel Maria Villar, o belga Michel D'Hooge, o turco Senes Erzik, o cipriota Marios Lefkaritis, o egípcio Hany Abo Rida e Vitaly Mutko, ministro dos Desportos da Rússia.

Os outros três membros atuais do Comité Executivo que votaram em 2010 vivem na Suíça: Joseph Blatter, o secretário-geral Jérôme Valcke e Michel Platini, presidente da UEFA.

O porta-voz do Ministério Público da Suíça disse que estes dirigentes foram ouvidos como "pessoas suscetíveis de fornecer informações" para a investigação sobre a atribuição dos Mundiais de 2018 e 2022 à Rússia e ao Qatar, respetivamente.

Este inquérito foi aberto à cerca de dois meses, após uma queixa da FIFA, mas apenas se ficou a saber da sua existência na quarta-feira, no mesmo dia em que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos indiciou nove dirigentes ou ex-dirigentes e cinco parceiros da FIFA, acusando-os de associação criminosa e corrupção nos últimos 24 anos, num caso em que estarão em causa subornos no valor de 151 milhões de dólares (quase 140 milhões de euros).


Lusa
  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.