sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

FBI estará a investigar Joseph Blatter

Joseph Blatter está no centro de uma investigação do FBI, no âmbito do escândalo de corrupção que abala da FIFA, noticiaram hoje órgãos de comunicação social norte-americanos, após o pedido de demissão apresentado pelo ainda presidente do organismo.

© Hannibal Hanschke / Reuters

Citando fontes das autoridades e outras ligadas ao inquérito, o New York Times e a cadeia de televisão ABC News noticiaram que Blatter está a ser investigado pela polícia federal norte-americana e pelo Departamento de Justiça norte-americano no âmbito do escândalo de corrupção conhecido na semana passada.

O New York Times escreve mesmo que as autoridades norte-americanas esperam poder contar com a cooperação de alguns dos responsáveis da FIFA formalmente acusados na semana passada.

Blatter, que hoje anunciou a sua renúncia à presidência da organização de cúpula do futebol mundial, foi reeleito a 29 de maio para um quinto mandato como presidente da FIFA, até 2018, ao vencer o jordano Ali bin al Hussein.

A reeleição de Blatter aconteceu, no entanto, num momento conturbado da vida da organização, depois de o Departamento de Justiça dos Estados Unidos ter indiciado nove dirigentes ou ex-dirigentes e cinco parceiros da FIFA, acusando-os de associação criminosa e corrupção nos últimos 24 anos, num caso em que estarão em causa subornos no valor de 151 milhões de dólares (quase 140 milhões de euros).

A investigação foi conhecida a 27 de maio, horas depois de o Ministério da Justiça e a polícia da Suíça terem detido sete dirigentes da FIFA num hotel de Zurique.


  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.