sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Dois antigos dirigentes da FIFA na lista dos mais procurados da Interpol

A Interpol colocou hoje na sua lista dos mais procurados Jack Warner e Nicolas Leoz, dois antigos membros do comité executivo da FIFA, a pedido das autoridades norte-americanas. Ambos foram detidos na semana passada e foram entretanto sujeitos a medidas de coação. Podem agora ser presos em qualquer país para onde viajarem.

Além de Warner e Leoz, a Organização Internacional de Polícia Criminal, inclui na lista quatro responsáveis de empresas de marketing, parceiras da FIFA, entre os quais o brasileiro José Lazaro.

Os seis homens estão a ser investigados pelas autoridades norte-americanas pelo alegado pagamento de subornos de 151 milhões de euros (cerca de 140 milhões de euros).

Jack Warner, antigo vice-presidente da FIFA, e Nicolás Leoz, ex-presidente da Confederação da América do Sul (Conmebol), estão entre os nove dirigentes ou ex-dirigentes e cinco parceiros da FIFA acusados de associação criminosa e corrupção nos últimos 24 anos.

Ambos foram detidos na semana passada, quando o escândalo rebentou. Warner foi entretanto libertado sob caução e Leoz está em prisão domiciliária. O "alerta vermelho" da Interpol significa que os suspeitos correm risco de prisão em qualquer lugar para onde viajarem.

Na terça-feira, o suíço Joseph Blatter, que a 29 de maio foi reeleito para um quinto mandato, renunciou ao cargo, alegando que "embora legitimado pelos membros da FIFA" não se sentia "mandatado por todo o mundo do futebol, aos adeptos, os jogadores ou os clubes".


Com Lusa
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".