sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Dois antigos dirigentes da FIFA na lista dos mais procurados da Interpol

A Interpol colocou hoje na sua lista dos mais procurados Jack Warner e Nicolas Leoz, dois antigos membros do comité executivo da FIFA, a pedido das autoridades norte-americanas. Ambos foram detidos na semana passada e foram entretanto sujeitos a medidas de coação. Podem agora ser presos em qualquer país para onde viajarem.

Além de Warner e Leoz, a Organização Internacional de Polícia Criminal, inclui na lista quatro responsáveis de empresas de marketing, parceiras da FIFA, entre os quais o brasileiro José Lazaro.

Os seis homens estão a ser investigados pelas autoridades norte-americanas pelo alegado pagamento de subornos de 151 milhões de euros (cerca de 140 milhões de euros).

Jack Warner, antigo vice-presidente da FIFA, e Nicolás Leoz, ex-presidente da Confederação da América do Sul (Conmebol), estão entre os nove dirigentes ou ex-dirigentes e cinco parceiros da FIFA acusados de associação criminosa e corrupção nos últimos 24 anos.

Ambos foram detidos na semana passada, quando o escândalo rebentou. Warner foi entretanto libertado sob caução e Leoz está em prisão domiciliária. O "alerta vermelho" da Interpol significa que os suspeitos correm risco de prisão em qualquer lugar para onde viajarem.

Na terça-feira, o suíço Joseph Blatter, que a 29 de maio foi reeleito para um quinto mandato, renunciou ao cargo, alegando que "embora legitimado pelos membros da FIFA" não se sentia "mandatado por todo o mundo do futebol, aos adeptos, os jogadores ou os clubes".


Com Lusa
  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.