sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Platini adia reunião da UEFA para debater escândalo de corrupção

O presidente da UEFA, Michel Platini, adiou hoje 'sine die' a reunião do organismo agendada para sábado, em Berlim, na qual deveria ser analisada a crise na FIFA, desencadeada pelas suspeitas de corrupção.

© Ruben Sprich / Reuters

Em comunicado, Michel Platini garante que "segue com consternação os mais recentes desenvolvimentos nas investigações relacionadas com a corrupção na FIFA" e explica que decidiu adiar a reunião "devido à reviravolta de ontem [terça-feira]".

Na terça-feira, Joseph Blatter demitiu-se da presidência da FIFA, na sequência do escândalo de corrupção que abala o organismo máximo do futebol, e pediu a marcação de um congresso extraordinário para eleição de um sucessor.

O suíço anunciou a saída apenas quatro dias após a sua reeleição para um quinto mandato na presidência da FIFA, que decorreu em ambiente conturbado, já depois da detenção de sete dirigentes do organismo a 27 de maio, em Zurique, dois dias antes do ato eleitoral.

"Vão surgir novas oportunidades para nos reunirmos em breve e certamente as coisas estarão mais claras", refere o comunicado do presidente da UEFA.

Platini acrescenta que durante o fim de semana, em Berlim, todos vão poder concentrar-se "num dos eventos mais espetaculares da UEFA, a final da Liga dos Campeões", que oporá a Juventus ao FC Barcelona.

Ainda antes das eleições para a FIFA, Platini pediu publicamente a demissão de Blatter, devido às detenções que decorreram pouco antes do último congresso da FIFA e que lançaram um escândalo de corrupção no organismo máximo do futebol mundial.

Horas depois, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos indiciou nove dirigentes ou ex-dirigentes, incluindo os detidos, e cinco parceiros da FIFA, acusando-os de associação criminosa e corrupção ao longo dos últimos 24 anos, num caso em que estarão em causa subornos no valor de 151 milhões de dólares (quase 140 milhões de euros).



Lusa
  • Encontrados destroços do avião que caiu no Irão

    Mundo

    As autoridades iranianas encontraram destroços do avião que caiu no domingo no sudeste do país, matando as 66 pessoas que seguiam a bordo, revelou um porta-voz da Guarda Revolucionária, o exército de elite do regime.

  • 2,6 milhões de bebés morrem antes de completar um mês

    Mundo

    Os recém-nascidos no Paquistão, República Centro-Africana e Afeganistão são os que têm menor probabilidade de sobreviver, de acordo com um relatório da Unicef que revela que todos os anos 2,6 milhões de crianças morrem antes de completar um mês. Sobretudo nos países mais pobres do mundo, o número de mortes de recém-nascidos a nível global mantém-se assustadoramente elevado.

  • Galp regista lucro de 602 M€ em 2017 

    Economia

    A Galp registou um lucro de 602 milhões de euros no ano passado. Uma subida de 25 por cento em relação a 2016. De acordo com a empresa, os resultados devem-se sobretudo ao aumento da produção de petróleo e gás natural no Brasil, bem como o crescimento dos negócios da refinação e distribuição.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC