sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Rússia nega que renúncia de Blatter coloque em risco Mundial2018

A Rússia negou hoje a hipótese de a renúncia de Joseph Blatter ao cargo de presidente da FIFA colocar em risco a organização do Mundial2018 de futebol, cujo boicote foi sugerido pela Inglaterra e apoiado pela Alemanha. 

© Ruben Sprich / Reuters

"Blatter era o presidente da FIFA, mas não foi ele a tomar a decisão de atribuir à Rússia o Mundial2018. Quem tomou a decisão foi o comité executivo e não pode ser alterada por nenhum pedido de demissão", disse Vilatli Mutkó, Ministro dos Desportos da Rússia, à imprensa do seu país.

Mutkó recordou que Blatter se vai manter interinamente no cargo até dezembro, defendeu que "não existe qualquer ameaça" à realização do Mundial e assegurou que a Rússia "vai prosseguir com os preparativos de acordo com os prazos previstos".

Além disso, negou que no seio da FIFA se coloque em dúvida a votação que assegurou à Rússia a organização do Mundial, o que acontece pela primeira vez na sua história.

A presidente do Senado, Valentina Matviyenko, qualificou como uma "histeria anti-russa" os apelos ao boicote ao Mundial da Rússia, ao mesmo tempo que lamentou a decisão de Blatter renunciar depois de ter recebido um apoio massivo nas eleições da passada sexta-feira.

Na mesma linha de pensamento, o Kremlin fez saber a sua surpresa pela demissão de Blatter, cuja candidatura à reeleição a Rússia apoiou apesar das denúncias de corrupção.

"Claro que a sua renúncia foi uma surpresa. Desconhecemos quem será o novo presidente da FIFA, mas, de qualquer modo, tal não se saberá nem amanhã nem no dia seguinte", disse Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin.

O presidente russo Vladimir Putin defendeu Blatter das acusações de corrupção e acusou a União Europeia de querer impedir a reeleição do 'homem-forte' da FIFA e denunciou as pressões do Ocidente sobre a FIFA para que a Rússia não organize o seu primeiro Mundial. 

Lusa
  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47