sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Autoridades suíças detetaram 53 casos suspeitos de lavagem de dinheiro na FIFA

O procurador-geral da Suiça revelou esta quarta-feira que foram detetados 53 casos suspeitos de lavagem de dinheiro relativos à atribuição dos Mundiais de futebol da Rússia e do Qatar, de 2018 e 2022 respetivamente.

A 27 de maio, o Ministério Público suíço abriu um processo contra desconhecidos por suspeitas de fraude e lavagem de dinheiro, no âmbito da atribuição dos Mundiais de 2018 e 2022.

A 27 de maio, o Ministério Público suíço abriu um processo contra desconhecidos por suspeitas de fraude e lavagem de dinheiro, no âmbito da atribuição dos Mundiais de 2018 e 2022.

© Arnd Wiegmann / Reuters

Em conferência de imprensa, o procurador disse que o processo de investigação vai ser longo e admitiu vir a interrogar o presidente da FIFA, Joseph Blatter.

A 27 de maio, o Ministério Público suíço abriu um processo contra desconhecidos por suspeitas de fraude e lavagem de dinheiro, no âmbito da atribuição dos Mundiais de 2018 e 2022. 

No mesmo dia, as autoridades helvéticas detiveram 7 membros da FIFA num hotel de Zurique. Dois dias depois, Joseph Blatter foi reeleito para um quinto mandato à frente do organismo, mas acabou por se demitir na sequência do escândalo.