sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

FIFA bane responsável de avaliação dos Mundiais de 2018 e 2022 por sete anos

O Comité de ética da FIFA decidiu esta segunda-feira banir por sete anos o ex-chefe da comissão de avaliação dos campeonatos do mundo de futebol de 2018 e 2022 Harold Mayne-Nicholls, devido a violações de confidencialidade.

Harold Mayne-Nicholls foi banido devido a violações de confidencialidade. (Arquivo)

Harold Mayne-Nicholls foi banido devido a violações de confidencialidade. (Arquivo)

Luis Hidalgo / AP

Segundo informa o organismo que tutela o futebol mundial, o dirigente chileno está "proibido de exercer qualquer tipo de atividade relacionada com o futebol, quer a nível nacional, quer a nível internacional, por um período de sete anos".

No comunicado, a FIFA não revela detalhes sobre o motivo da punição, adiantando apenas que o motivo é violação de confidencialidade.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Santana Lopes rejeita responsabilidades nas falhas do SIRESP
    1:21

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Sobre o relatório do SIRESP, António Vitorino diz que há neste momento um passa culpas entre entidades que só vai contribuir para aumentar o receio das populações perante os incêndios. Pedro Santana Lopes, que era primeiro-ministro quando foi assinado o contrato da rede de comunicações, diz que não sente responsabilidades e defende que o importante é perceber o que há de errado com o SIRESP.

  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29