sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Um dos sete dirigentes da FIFA detidos aceitou ser extraditado para os EUA

Um dos sete dirigentes da FIFA detidos na Suíça no âmbito de uma investigação de corrupção aceitou ser extraditado para os Estados Unidos, anunciou hoje a polícia suíça.

© Mariana Bazo / Reuters

"O Departamento de Justiça de Nova Iorque considera que o detido, que aceitou ser extraditado, é suspeito de envolvimento em negócios ilícitos relacionados com direitos desportivos comerciais, com os quais arrecadou milhões de dólares para benefício próprio", refere a polícia suíça em comunicado, sem referir o nome do envolvido.

A 27 de maio, sete altos responsáveis da FIFA em Zurique foram presos sob custódia do Departamento Federal de Justiça suíça, a pedido das autoridades norte-americanas.

Dois dias depois, Joseph Blatter foi reeleito para um quinto mandato à frente do organismo, mas acabou por se demitir, na sequência do escândalo.

No seguimento de uma investigação, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos considerou que os dirigentes e ex-dirigentes detidos poderão estar envolvidos em atos de conspiração e corrupção nos últimos 24 anos, cujos subornos poderão ascender a 151 milhões de dólares (quase 140 milhões de euros).

Lusa

  • NATO retoma diálogo com a Rússia

    Mundo

    O Conselho da NATO - Rússia foi instituído em 2002 e decorreu sem interrupções até à anexação da Crimeia, em 2014. O conflito separatista na Ucrânia dividiu a Aliança Atlântica e Moscovo e suspendeu toda a colaboração prática - desde civil a militar. Agora e na véspera da primeira reunião ministerial em Bruxelas com o estreante secretário de Estado americano Rex Tillerson, os países da NATO tentam a aproximação formal e reativação do diálogo político com Moscovo.

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12

    País

    Rui Mergulhão Mendes, especialista em 'profiling' na Emotional Business Academy, em Lisboa, esteve na Edição da Noite desta quarta-feira para explicar como é que um especialista em linguagem pode ajudar um tribunal a dar um veredito.