sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

FIFA permite acesso aos mails de Jérôme Valcke sob "várias condições"

A FIFA informou as autoridades suíças que vai disponibilizar os correios eletrónicos do secretário-geral, Jérôme Valcke, suspenso de funções, "se várias condições forem reunidas", revelou esta quinta-feira o Ministério Público da Suíça.

O esclarecimento surgiu pouco depois de a FIFA ter garantido que está determinada "em colaborar com as autoridades" na investigação sobre venda ilegal de bilhetes, que levou à suspensão do secretário-geral do organismo. (Arquivo)

O esclarecimento surgiu pouco depois de a FIFA ter garantido que está determinada "em colaborar com as autoridades" na investigação sobre venda ilegal de bilhetes, que levou à suspensão do secretário-geral do organismo. (Arquivo)

© MAXIM ZMEYEV / Reuters

Segundo o Ministério Público, numa nota enviada à agência AFP, "a FIFA informou (...) que permitiria o acesso às contas de email de Jérôme Valcke se estiverem reunidas várias condições".

"Por isso, a procuradoria ainda não tem acesso às contas [eletrónicas] do senhor Valcke", explicou o gabinete da procuradoria, sem esclarecer mais pormenores sobre as condições apresentadas pela FIFA.

O esclarecimento surgiu pouco depois de a FIFA ter garantido que está determinada "em colaborar com as autoridades" na investigação sobre venda ilegal de bilhetes, que levou à suspensão do secretário-geral do organismo.

O organismo que rege o futebol mundial anunciou na quinta-feira a suspensão imediata de Valcke, alegando conduta imprópria e colocando-o sob investigação, depois de ter tomado "conhecimento de uma série de denúncias que envolviam o secretário-geral e solicitou uma investigação oficial ao Comité de Ética da FIFA".

As acusações, negadas pelo dirigente, de 54 anos, foram feitas por um consultor de uma empresa que selou acordo com a FIFA para a venda de bilhetes para o Mundial2014, mas o contrato foi cancelado.

O francês, que desde 2007 tem sido o braço direito do presidente Joseph Blatter, alegadamente beneficiou de um acordo para vender bilhetes a preços inflacionados.

A FIFA está envolvida em grande escândalo de corrupção desde que foram presos sete dos seus dirigentes a 27 de maio, nas vésperas do congresso em Zurique, onde Blatter foi eleito para um quinto mandato, acabando por renunciar ao cargo e a marcar novas eleições para fevereiro de 2016.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.