sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Federação belga vai retirar apoio a Platini se este for considerado culpado

A Federação Belga de Futebol (URBSFA) anunciou hoje que não vai apoiar a candidatura de Michel Platini à presidência da FIFA, caso o francês seja considerado culpado de ter recebido pagamentos irregulares do presidente demissionário, Joseph Blatter.

Claude Paris

"Tomámos conhecimento das decisões do Comité de Ética da FIFA e lamentamos que a Federação Internacional de Futebol coloque, mais uma vez, o futebol numa situação difícil. Este ambiente de comportamentos fraudulentos no futebol é inaceitável para nós", pode ler-se no comunicado do organismo belga, difundido pelo jornal Derniére Heure.

A URBSFA anunciou, em julho, o apoio à candidatura de Platini à presidência da FIFA, porque exigia que o organismo fosse "mais moderno, mais justo e mais transparente".

Porém, a Federação considera que a suspensão do francês "constitui um novo elemento na pasta" e pediu "transparência e claridade total" no caso que envolve a suspensão do ex-futebolista.

O presidente da FIFA, o suíço Joseph Blatter, e o presidente da UEFA, o francês Michel Platini, foram hoje suspensos provisoriamente por 90 dias pelo Comité de Ética do organismo que rege o futebol mundial.

O secretário-geral da FIFA, o francês Jérôme Valcke, também foi suspenso provisoriamente por 90 dias, e o sul-coreano Chung Mong-Joon, que também já assumiu a candidatura à sucessão de Blatter na presidência do organismo, foi suspenso por seis anos e multado em 100.000 francos suíços (perto de 91.000 euros).

A 25 de setembro, o Ministério Público suíço instaurou um processo criminal a Blatter, que foi interrogado na qualidade de arguido, por suspeita de gestão danosa, apropriação indevida de fundos e abuso de confiança.

Platini foi ouvido na qualidade de testemunha e acabou por ser implicado no processo, por, alegadamente, ter recebido de Blatter um pagamento ilegal, feito "em prejuízo da FIFA", no valor de dois milhões de francos suíços (perto de 1,8 milhões de euros).

Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.