sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Ali bin Hussein oficializa candidatura à presidência da FIFA

O príncipe jordano Ali bin Hussein apresentou oficialmente a sua candidatura à presidência da FIFA, para suceder ao suíço Joseph Blatter, anunciou a sua equipa em comunicado hoje divulgado.

Príncipe Ali Bin Al Hussein

Príncipe Ali Bin Al Hussein

© Muhammad Hamed / Reuters

"Esta manhã [quinta-feira] o príncipe Ali bin Hussein entregou formalmente a sua candidatura à presidência da FIFA, conforme as regras eleitorais e os estatutos da FIFA em vigor", refere o comunicado, sem precisar o nome das cinco federações que o apoiaram.

"Por respeito para com as federações nacionais que apoiaram a sua candidatura, ele decidiu deixar-lhes decidir quando e como tornam o seu apoio público", diz a mesma nota citada pela agência de notícias francesa AFP.

O príncipe Ali é o segundo candidato a formalizar a candidatura, depois de Michel Platini, líder da UEFA, que o fez no dia 8, poucos minutos apenas antes de ser suspenso por 90 dias pelo Comité de Ética do organismo que rege o futebol mundial.

O prazo para entrega de candidaturas à presidência da FIFA, cujas eleições se realizam a 26 de fevereiro de 2016, termina a 26 deste mês.

Blatter e Platini foram suspensos em consequência da implicação no escândalo de corrupção que atingiu a instituição.

Lusa

  • Manifestação contra resultados do partido alemão de Extrema-Direita
    0:39
  • O homem que denunciou casos de fome em Setúbal nos anos 80
    1:41
  • Ciclista Peter Sagan tricampeão do mundo

    Desporto

    O eslovaco Peter Sagan deixou este domingo mais uma marca na história do ciclismo, ao sagrar-se campeão do mundo de fundo pela terceira vez consecutiva, uma proeza inédita para norueguês ver e lamentar.