sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Pelé diz que escândalo na FIFA é uma "vergonha"

O ex-futebolista brasileiro Pelé descreveu hoje o escândalo que envolve a FIFA como uma "vergonha" e recusou apoiar qualquer candidato para a presidência do organismo.

RAJAT GUPTA

O brasileiro, considerado como um dos melhores jogadores de sempre, disse ainda que o futebol continua a ser o "jogo bonito" e que não ia ser destruído por aqueles que conduzem o organismo.

"É uma vergonha aquilo que está a acontecer agora [com a FIFA] mas isto não é futebol, isto são algumas pessoas que trabalham no futebol", afirmou aos jornalistas na cidade de Gurgaon, na periferia de Nova Deli, onde está a promover as raízes do futebol.

Em junho, Pelé disse que esperava que "pessoas honestas" tomassem conta da FIFA para limpar o futebol mundial.

Pelé recusou apoiar qualquer candidato para a presidência da FIFA, dizendo apenas que quer "gente boa que respeite as pessoas", mas destacou o presidente da UEFA, o francês Michel Platini.

O presidente da FIFA, o suíço Joseph Blatter, e Platini foram suspensos provisoriamente por 90 dias pelo Comité de Ética do organismo que rege o futebol mundial, no dia 08 de outubro.

O secretário-geral da FIFA, o francês Jérôme Valcke, também foi suspenso provisoriamente por 90 dias, e o sul-coreano Chung Mong-Joon, que assumiu anteriormente a candidatura à sucessão de Blatter na presidência do organismo, a exemplo de Platini, foi suspenso por seis anos e multado em 100.000 francos suíços (perto de 91.000 euros).

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28