sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Romário diz que "se Platini for eleito, a FIFA continua a ser a mesma m...."

O antigo futebolista Romário, atualmente senador brasileiro, considera que nenhum dos atuais candidatos à presidência da FIFA "é credível", acusando o líder da UEFA, Michel Platini, de, caso seja eleito, poder manter as coisas como estão e a FIFA continuar a ser a mesma m...".

"Platini colaborou muitos anos com esta máfia da FIFA. Não digo que esteja corrompido, mas também ajudou a 'contaminar' o sistema. Se for eleito, pode manter as coisas como estão e a FIFA continuar a ser a mesma m...", disse o antigo internacional brasileiro. (Arquivo)

"Platini colaborou muitos anos com esta máfia da FIFA. Não digo que esteja corrompido, mas também ajudou a 'contaminar' o sistema. Se for eleito, pode manter as coisas como estão e a FIFA continuar a ser a mesma m...", disse o antigo internacional brasileiro. (Arquivo)

© STRINGER Brazil / Reuters

No início de junho, poucos dias depois de ter 'rebentado' o escândalo de corrupção na FIFA, Romário tinha pedido ao Senado brasileiro uma investigação parlamentar sobre os negócios do futebol no Brasil, nomeadamente atendendo à implicação no processo de José Maria Marín, antigo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Segundo Romário, a investigação deveria abarcar não só a Taça e o Campeonato do Brasil mas também Taça das Confederações de 2013 e o Mundial de 2014, que tiveram por palco o Brasil.

O suíço Joseph Blatter, presidente demissionário da FIFA, e o francês Michel Platini, presidente da UEFA e candidato à presidência da FIFA, foram suspensos por 90 dias pelo comité de ética do organismo, que puniu também o também candidato Chung Mong-Joon, por seis anos.

Igualmente suspenso por 90 dias foi o secretário-geral da FIFA, Jerôme Valcke.

Além de Platini, são candidatos às eleições de 26 de fevereiro, o príncipe jordano Ali bin Hussein, o ex-futebolista Zico e o presidente da Federação Liberiana de futebol, Musa Bility.

O prazo para entrega de candidaturas à presidência do organismo termina a 26 de outubro.

Lusa

  • Atropelamento em Copacabana fere 15 e mata bebé de 18 meses
    1:13

    Mundo

    Pelo menos uma pessoa morreu e 15 ficaram feridas num atropelamento na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, no Brasil. O condutor, um homem de 41 anos, diz ter perdido o controlo do carro, invadiu a calçada, percorreu 15 metros e só parou no areal de uma das zonas mais turísticas do Brasil. A polícia militar confirmou, entretanto, em comunicado que não há qualquer indício de que se tenha tratado de um ataque terrorista e avançou que o condutor sofreu um ataque de epilepsia.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45
  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38