sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Platini admite que pagamento de Blatter se baseou em "acordo de cavalheiros"

O presidente da UEFA, Michel Platini, admitiu hoje que a verba de 1,8 milhões de euros que recebeu do presidente da FIFA, Joseph Blatter, se baseia num acordo de cavalheiros e não num contrato escrito.

(Arquivo)

(Arquivo)

Ivan Sekretarev / AP

Numa entrevista ao jornal francês Le Monde, Platini, suspenso pelo Comité de Ética da FIFA por 90 dias, refere que "na legislação suíça um contrato verbal tem o mesmo valor de um contrato escrito".

Platini disse ao jornal que o acordo foi feito em Singapura em 1998, quando Blatter, que também se encontra suspenso por 90 dias, lhe propôs que fosse seu conselheiro de futebol e lhe perguntou quanto queria ganhar.

"Disse a Blatter: 'um milhão do que quiseres'. Era o mesmo que dizer-lhe 'paga-me o que quiseres", explicou Platini, acrescentando que Blatter lhe disse que, em francos suíços, esse valor triplicava o salário do secretário-geral da FIFA, pelo que deveria baixá-lo.

O presidente da UEFA terá então proposto receber uma verba anual de 300.000 francos suíços (cerca de 277.000 euros) e a liquidação, mais tarde, de uma verba que considerassem adequada.

"Só que esse 'mais tarde' nunca chegou" assegurou Platini, reiterando que é uma pessoa de bem que não pensa em dinheiro.

Platini, que preside à UEFA desde 2007, garantiu que a troco dessa remuneração reformou o calendário mundial de competições, desenvolveu um projeto para apoiar as federações mais pobres e acompanhou Blatter em muitas viagens.

"Trabalhei muito e há muitas pessoas que podem comprovar isso", acrescentou Platini, não descartando a hipótese de Blatter ter filtrado informação sobre o caso para o prejudicar. Na sexta-feira, Joseph Blatter afirmou que o pagamento de 1,8 milhões de euros a Michel Platini "foi um acordo de cavalheiros".

Na entrevista ao Le Monde, Platini considera ser o único que pode fazer "com que a FIFA volte a ser a casa do futebol".

Platini foi suspenso por 90 dias pelo Comité de Ética da FIFA a 08 de outubro, tal como o presidente e o secretário-geral do organismo regulador do futebol mundial, o suíço Joseph Blatter e o francês Jérôme Valcke, respetivamente, por implicação no escândalo de corrupção que atingiu a instituição.

O Comité de Ética da FIFA suspendeu por seis anos o sul-coreano Chung Mong-Joon, que, tal como Platini, tinha manifestado intenção de se candidatar à presidência da FIFA.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Karlie Kloss, o "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59