sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Jack Warner nega ter tido qualquer acordo com Beckenbauer

O antigo vice-presidente da FIFA Jack Warner, de Trindade e Tobago, negou hoje qualquer acordo com o Comité de organização do Mundial2006 de futebol, dirigido por Franz Beckenbauer.

© Andrea De Silva / Reuters

"Nunca tive um acordo com ninguém do Comité de organização do Mundial de 2006", salientou Jack Warner, num email enviado ao canal televisivo alemão Sport1, um dia depois de a Federação alemã (DFB) ter falado num acordo.

O antigo presidente da Federação de Trindade e Tobago e da CONCACAF adiantou que não quer falar dos anos na FIFA, nem participar "no circo mediático" para o "humilhar e vilipendiar".

Na terça-feira, Rainer Koch, presidente interino da DFB na sequência da demissão de Wolfgang Niersbach, fez saber que existia um acordo entre Beckenbauer e Jack Warner.

Segundo o responsável, o acordo "prometia diversos serviços, mas não benefícios financeiros diretos" e que nada indica que isso tenha influenciado o voto de Jack Warner, suspenso do futebol desde setembro.

Já hoje, o jornal Bild indica, com base em dossiers do FBI, que Warner teria uma conta secreta num banco, intitulada 'LOC Germany Limited', sendo LOC a abreviatura de comité de organização local.

O ex-responsável da FIFA faz parte do grupo de dirigentes e ex-dirigentes acusados pela justiça de terem cobrado subornos num valor de cerca de 150 milhões de dólares (cerca de 137 milhões de euros) desde o início dos anos 90.

Atualmente detido na Suíça, Warner, de 72 anos, enfrenta um pedido de extradição feito pelas autoridades dos Estados Unidos, onde pendem sobre ele 12 acusações de fraude, crime organizado e branqueamento de capitais relacionadas com o escândalo de corrupção que abala a FIFA.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.