sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Blatter vai recorrer para o Comité de Apelo da FIFA e para o TAS

O presidente demissionário da FIFA, Joseph Blatter, suspenso pelo Comité de Ética de toda a atividade ligada ao futebol por oito anos, irá recorrer da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS). "Posso confirmá-lo, sim", disse à agência AFP o porta-voz de Blatter, Klaus Stoelker, quando questionado em relação a um recurso do suíço, que é presidente da FIFA desde 1998.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Enrique de la Osa / Reuters

Também o dirigente já comentou da decisão do Comité de Ética da FIFA, no âmbito do escândalo de corrupção que tem abalado a estrutura do futebol mundial, dizendo que se tornou "um saco de pancada".

"Como presidente da FIFA sou este saco de pancada. Lamento pela FIFA", disse Joseph Blatter aos jornalistas em Zurique, após ser suspenso por "violação ética".

O suíço também confirmou que recorrerá para o TAS, em Lausana, mas que antes disso apresentará um recurso interno.

Blatter e Michel Platini, presidente da UEFA, foram hoje suspensos por oito anos de toda a atividade ligada ao futebol.

Em comunicado, o comité de Ética da FIFA, que na semana passada ouviu Joseph Blatter e os advogados de Platini -- que se se recusou a comparecer -, indica que a sanção "entra imediatamente em vigor" e tem "âmbito nacional e internacional".

Joseph Blatter, que em maio foi reeleito para um quinto mandato ao qual acabou por resignar dias mais tarde, foi ainda condenado ao pagamento de uma multa de 50.000 francos suíços (cerca de 46.000 euros).

O francês Michel Platini, que com esta decisão fica impedido de avançar com a sua candidatura à presidência da FIFA, deverá pagar uma multa de 80.000 francos suíços (cerca de 74.000 euros).

Lusa

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.