sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

UEFA diz que Platini ainda tem possibilidade de poder "limpar o seu nome"

A UEFA mostrou-se hoje desapontada pela decisão do Comité de Ética da FIFA em suspender Michel Platini por oito anos, mas lembrou que o presidente do organismo do futebol europeu ainda tem possibilidade de limpar o seu nome.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Denis Balibouse / Reuters

"Naturalmente, a UEFA está extremamente desapontada com esta decisão, embora ainda seja passível de recurso. Mais uma vez, a UEFA apoia o direito que Michel Platini tem a um processo transparente e a oportunidade de poder limpar o seu nome", lê-se numa pequena nota publicada pelo organismo no seu site oficial.


O suíço Joseph Blatter, presidente demissionário da FIFA, e francês Michel Platini, que lidera a UEFA, foram suspensos por oito anos de toda a atividade ligada ao futebol, anunciou hoje o Comité de Ética da FIFA.

Em comunicado, o comité da FIFA, que na semana passada ouviu Joseph Blatter e os advogados de Platini -- que se se recusou a comparecer -, indica que a sanção "entra imediatamente em vigor" e tem "âmbito nacional e internacional".

Platini, que com esta decisão fica impedido de avançar com a sua candidatura à presidência da FIFA, foi punido com uma multa de 80.000 francos suíços (cerca de 74.000 euros).

Na base das suspensões está o facto de o comité ter considerado que o pagamento de uma verba de dois milhões de francos suíços (cerca de 1,8 milhões de euros) feito pela FIFA, após autorização de Blatter, a Platini "não tem base legal no acordo que ambos fizeram em agosto de 1999".

Blatter e Platini já estavam suspensos por 90 dias, devido a esta investigação, desde 08 de outubro, data em que o secretário-geral da FIFA, o francês Jérôme Valcke, também foi suspenso, igualmente por implicação no escândalo de corrupção que atinge a instituição.

A decisão do Comité de Ética da FIFA é passível de recurso, tanto de Blatter como de Platini, para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) e para a justiça civil suíça.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.