sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Platini desiste da candidatura à presidência da FIFA

Michel Platini, que está atualmente suspenso por oito anos de todas as atividades ligadas ao futebol, retirou a sua candidatura à presidência da FIFA devido a "falta de tempo", revelou o dirigente ao jornal francês L'Equipe.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Alexander Demianchuk / Reuters

"Eu retiro a minha candidatura. Não posso nem tenho tempo para poder estar juntos dos eleitores, conhecer as pessoas e lutar por esta eleição como os outros candidatos. Ao retirar-me, estou a tomar a decisão de dedicar-me à minha defesa e poder limpar o meu nome", afirmou Michel Platini.

Platini, atual presidente da UEFA, foi suspenso pela justiça interna da FIFA por oito anos de todas as atividades ligadas ao futebol por ter recebido um pagamento de 1,8 milhões de euros em 2011 do também suspenso presidente da FIFA, Joseph Blatter, por alegados serviços de consultadoria prestados em 2002.

O pagamento em 2011 por serviços prestados em 2002 foi efetuado com base num contrato oral, de acordo com Platini, um tipo de compromisso aceite na Suíça.

Platini recorreu da decisão.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.