sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Tokyo Sexwale admite aliança para impedir vitória de Infantino na FIFA

O sul-africano Tokyo Sexwale, candidato à presidência da FIFA, afirmou esta sexta-feira que está disposto a formar uma aliança para impedir que o franco-suíço Gianni Infantino seja nomeado o próximo líder do organismo que rege o futebol mundial.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Reuters Staff / Reuters

Em declarações à imprensa sul-africana, o dirigente de 62 anos nunca mencionou o nome do atual secretário-geral da UEFA, mas defendeu que o sucessor de Joseph Blatter deverá ser africano ou asiático e "nunca europeu".

"Estou focado em garantir que o próximo presidente da FIFA surja de África ou da Ásia. Da Europa, não. Se calhar, é tempo para fazer alianças. É democrático, saudável e bom. Estamos a falar. Somos todos irmãos, somos todos colegas", referiu Sexwale.

Sexwale é um antigo ativista anti-apartheid e esteve preso junto a Nelson Mandela em Robben Island. O sul-africano não exerce qualquer cargo no futebol do seu país, tendo apenas feito parte do comité organizador do Mundial2010.

O seu trabalho no Campeonato do Mundo organizado na África do Sul valeu-lhe a nomeação para o comité antirracismo da FIFA.

O sul-africano é o quinto candidato oficial à sucessão de Joseph Blatter, juntando-se ao príncipe Ali Bin Al Hussein, ao xeque Salman bin Khalifa al Ebrahim, a Gianni Infantino e Jerome Champagne.

Nunca nenhum africano presidiu à FIFA nos seus 111 anos de história.

A votação para a sucessão do suíço Joseph Blatter, afastado na sequencia dos escândalos financeiros e dos casos de corrupção que abalaram a estrutura da FIFA no último ano, decorrerá a 26 de fevereiro, em Zurique, na Suíça.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.