sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Blatter ganhou 3,28 milhões de euros em 2015 como presidente da FIFA

É a primeira vez que o ordenado de Sepp Blatter é revelado: 3,28 milhões de euros em 2015, uma média de 270 mil euros por mês, indicou hoje a estrutura máxima do futebol mundial.

© Arnd Wiegmann / Reuters

A FIFA revelou ainda perdas de 107 milhões euros em 2015, o primeiro défice desde 2002, devido a "custos imprevisíveis com as circustâncias extraordinárias que aconteceram", diz o organismo, referindo-se ao escândalo de corrupção.

Joseph Blatter foi inicialmente suspenso por oito anos de toda a atividade no futebol pelo Comité de Ética da FIFA, tendo depois recorrido para o Comité de Apelo, que reduziu a pena para seis anos. Hoje apresentou recurso junto do Tribunal Arbitral do Desporto, anunciou a mais alta instância jurídica desportiva.

"O senhor Blatter pretende anular a sentença decretada pelo Comité de Apelo da FIFA, que o suspendeu por seis anos de toda a atividade relacionada com o futebol, nacional e internacionalmente", refere a nota distribuída pelo TAS.

Blatter foi punido por um controverso pagamento, considerado ilegal, de 1,8 milhões de euros em 2011, por alegado trabalho de consultadoria realizado por Michel Platini, nove anos antes, em 2002.

O presidente suspenso da UEFA recebeu um castigo idêntico na segunda instância da FIFA e também já recorreu para o TAS.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.