sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Platini a 29 de abril no Tribunal Arbitral de Desporto para recorrer de castigo

O suspenso presidente da UEFA, o francês Michel Platini, vai comparecer a 29 de abril no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) no âmbito do seu recurso ao castigo de seis anos imposto pela FIFA por violações éticas.

Michel Platini, surge como único administrador da Balney Entreprises Corporation, uma sociedade offshore criada em 2007, 11 meses depois de eleição para a presidência da UEFA

Michel Platini, surge como único administrador da Balney Entreprises Corporation, uma sociedade offshore criada em 2007, 11 meses depois de eleição para a presidência da UEFA

© Arnd Wiegmann / Reuters

O gaulês, suspenso da atividade desportiva, apresentou recurso junto do tribunal de Lausana, Suíça, em busca de reverter a decisão do Comité de Ética da FIFA: foi sancionado pelo pagamento de 1,8 milhões de euros recebido em 2011 pelo então presidente da FIFA, Joseph Blatter.

Em dezembro, o Comité de Ética da FIFA puniu os ex-presidentes da UEFA e FIFA em oito anos de suspensão de todas as atividades ligadas ao futebol, entretanto reduzidos para seis anos, em decisão de fevereiro.

Ambos insistem que nada fizeram de errado e que o pagamento foi parte de um contrato oral relacionado com trabalhos de consultadoria que Platini fez para a FIFA entre 1999 e 2002.

Blatter foi substituído como presidente da FIFA em eleições realizadas em fevereiro, ganhas pelo ítalo-suíço Gianni Infantino.

A UEFA disse que não vai substituir Platini até que todos os seus apelos estejam esgotados, pelo que se o francês for bem-sucedido no TAS poderá recuperar o seu posto a tempo do Euro2016, que vai ser realizado em França, entre 10 de junho e 10 de julho.

Lusa

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49