sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Reduzida suspensão de Platini que irá apresentar demissão da UEFA

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) confirmou hoje a redução da suspensão de Michel Platini de 6 para 4 anos, que lhe foi imposta pela FIFA. Perante esta decisão, o francês vai continuar afastado de qualquer atividade ligada ao futebol. O advogado de Platini já confirmou que o presidente da UEFA, atualmente suspenso, vai apresentar a demissão nos próximos dias.

Michel Platini, surge como único administrador da Balney Entreprises Corporation, uma sociedade offshore criada em 2007, 11 meses depois de eleição para a presidência da UEFA

Michel Platini, surge como único administrador da Balney Entreprises Corporation, uma sociedade offshore criada em 2007, 11 meses depois de eleição para a presidência da UEFA

© Arnd Wiegmann / Reuters

"Michel Platini anuncia que vai demitir-se da presidência da UEFA no próximo congresso do organismo", refere o comunicado do grupo de advogados do francês.

Platini, que chegou a apresentar a candidatura à presidência da FIFA este ano, foi inicialmente condenado a oito anos de suspensão pela Comissão de Ética da FIFA, a 21 de dezembro de 2015, mas a pena foi depois reduzida para seis anos pela Comissão de Recurso.

O líder da UEFA foi condenado por abuso de confiança, conflito de interesses e gestão danosa no caso do pagamento de 1,8 milhões de euros pelo ex-presidente da FIFA mundial, Joseph Blatter.

Por seu turno, o TAS reconheceu a "validade" do acordo verbal entre Blatter e Platini, mas "não está convencido da sua legitimidade".

Com Lusa

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.