sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Reduzida suspensão de Platini que irá apresentar demissão da UEFA

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) confirmou hoje a redução da suspensão de Michel Platini de 6 para 4 anos, que lhe foi imposta pela FIFA. Perante esta decisão, o francês vai continuar afastado de qualquer atividade ligada ao futebol. O advogado de Platini já confirmou que o presidente da UEFA, atualmente suspenso, vai apresentar a demissão nos próximos dias.

Michel Platini, surge como único administrador da Balney Entreprises Corporation, uma sociedade offshore criada em 2007, 11 meses depois de eleição para a presidência da UEFA

Michel Platini, surge como único administrador da Balney Entreprises Corporation, uma sociedade offshore criada em 2007, 11 meses depois de eleição para a presidência da UEFA

© Arnd Wiegmann / Reuters

"Michel Platini anuncia que vai demitir-se da presidência da UEFA no próximo congresso do organismo", refere o comunicado do grupo de advogados do francês.

Platini, que chegou a apresentar a candidatura à presidência da FIFA este ano, foi inicialmente condenado a oito anos de suspensão pela Comissão de Ética da FIFA, a 21 de dezembro de 2015, mas a pena foi depois reduzida para seis anos pela Comissão de Recurso.

O líder da UEFA foi condenado por abuso de confiança, conflito de interesses e gestão danosa no caso do pagamento de 1,8 milhões de euros pelo ex-presidente da FIFA mundial, Joseph Blatter.

Por seu turno, o TAS reconheceu a "validade" do acordo verbal entre Blatter e Platini, mas "não está convencido da sua legitimidade".

Com Lusa

  • Hugo Soares combinou reunião com Rio para "quando houver ocasião"
    0:33

    País

    O líder parlamentar do PSD garantiu hoje que vai falar com Rui Rio sobre a sua continuidade no cargo. Hugo Soares quebrou o silêncio sobre o assunto para dizer apenas que falou logo no sábado com o novo líder dos sociais-democratas, para o felicitar pela vitória.

  • Vizinhos chocados com casal que mantinha 13 filhos "presos em casa, acorrentados às camas"
    3:01

    Mundo

    Um casal foi detido na Califórnia acusado de tortura e maus tratos a 13 filhos que mantinham acorrentados e em cativeiro. Depois do alerta de uma das filhas, que conseguiu fugir, a polícia encontrou um cenário de horror com crianças acorrentadas e desnutridas. Os vizinhos desconheciam a situação e estão alarmados com o caso. Alguns confessam até que desconheciam que naquela casa vivesse um casal com 13 filhos.