sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Blatter foi ouvido durante 14 horas no Tribunal Arbitral do Desporto

O antigo presidente da FIFA Joseph Blatter foi ouvido esta quinta-feira no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS, na sigla francesa), em Lausana, Suíça, durante 14 horas, para contestar a sua suspensão de seis anos de toda a atividade ligada ao futebol.

© Pierre Albouy / Reuters

"Foi uma longa jornada, Não posso afazer qualquer prognóstico", afirmou Blatter à saída das instalações do TAS, cerca das 21:30 (horas de Lisboa), depois de a audiência ter começado perto das 07:30.

O francês Michel Platini antigo presidente da UEFA também testemunhou no mesmo processo, uma vez que ambos estão suspensos na sequência de um controverso pagamento de 1,8 milhões de euros autorizado pelo suíço ao gaulês em 2011.

Em primeira instância, Blatter e Platini foram suspensos por oito anos pela justiça interna da FIFA, organismo abalado por um escândalo de corrupção, tendo sido considerados culpados de "abuso de posição", "conflito de interesses" e "gestão danosa".

Num segundo momento, a sanção foi reduzida a seis anos pela Comissão de recursos da FIFA.

Platini recorreu depois para o TAS, que fez recuar a inibição para quatro anos.

É nesse procedimento que se encontra agora o processo de Blatter, que também testemunhou em abril no caso de Platini.

Lusa

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.