sicnot

Perfil

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Corrupção na FIFA

Morreu norte-americano Chuck Blazer, no centro do escândalo de corrupção da FIFA

© Arnd Wiegmann / Reuters

O norte-americano Chuck Blazer, no centro do escândalo de corrupção da Federação Internacional de Futebol (FIFA) em 2015, morreu aos 72 anos, anunciou na quarta-feira o seu advogado.

"As suas falhas, pelas quais reconheceu total responsabilidade, não devem fazer esquecer o impacto positivo que Chuck teve no futebol internacional", afirmou o advogado em comunicado.Blazer, que se tornou informador da polícia federal (FBI) e da Justiça norte-americana, foi irradiado do futebol pelo Comité Independente de Ética da Federação Internacional de Futebol (FIFA), pelo envolvimento no caso de corrupção que abalou a instituição.

A colaboração com a justiça levou à prisão dirigentes do organismo, assim como de parceiros.Antigo secretário-geral da CONCACAF [Confederação da América do Norte, Central e Caraíbas], a confederação da América do Norte, Central e Caraíbas, entre 1990 e 2011, Blazer foi membro do comité executivo da FIFA entre 1997 e abril de 2013.

Blazer denunciou subornos para as atribuições dos Mundiais de 1998 e 2010, as comissões pedidas pela exclusividade de difusão de torneios, entre outras situações, que levaram a que a Justiça norte-americana avançasse com um processo de associação criminosa e corrupção contra vários dirigentes da FIFA, em vésperas do último congresso.

O norte-americano assumiu-se culpado em novembro de 2013 de dez tipos de crimes.

Lusa

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.