sicnot

Perfil

Football Leaks

Presidente do Barcelona fala em investigações "injustas" no caso Football Leaks

© Albert Gea / Reuters

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, defendeu esta terça-feira que os jogadores de futebol que nos últimos meses têm sido investigados por alegados delitos fiscais estão a ser vítimas "de uma injustiça".

Em conferência de imprensa de balanço do segundo semestre de 2016, o líder da equipa catalã criticou duramente as considerações no sentido de "criminalizar ou impor penas de prisão" por delitos fiscais a jogadores que atuam na Liga espanhola.

Para o responsável da equipa 'azulgrana', é necessário que existam "normas que possam ser cumpridas".

"A insegurança jurídica que se vive no mundo do futebol tem afetado os jogadores do FC Barcelona, mas também jogadores de outras equipas. Quero dar esta palavra em defesa dos jogadores, dos seus agentes e assessores fiscais. É impossível que todos estejam equivocados ao mesmo tempo", disse.

A 03 de dezembro, os membros do European Investigative Collaborations (EIC), que incluem o Expresso, noticiaram que Cristiano Ronaldo evadiu, alegadamente, 150 milhões de euros em impostos através de uma sociedade nas Ilhas Virgens.

A informação, que também envolve outros jogadores, entre os quais Fábio Coentrão, Ricardo Carvalho ou Pepe, assim como o internacional alemão Mesut Ozil, do Arsenal, foi colhida a partir de 1.900 gigabytes de documentos a que o referido consórcio europeu teve acesso e sobre os quais trabalharam 60 jornalistas durante mais de sete meses.

De acordo com os documentos, cedidos aos citados OCS pela plataforma digital 'Football leaks', são muitas a estrelas do futebol internacional que se esforçam por ocultar os seus rendimentos ao fisco.

"Os agentes e assessores fiscais dos futebolistas estão não sabem como proceder, porque os critérios estão sempre a mudar", vincou Bartomeu.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.