sicnot

Perfil

George Michael 1963-2016

George Michael 1963-2016

George Michael 1963-2016

As homenagens de fãs e amigos a um "talento brilhante"

O cantor britânico George Michael morreu este domingo, aos 53 anos. Na morada que tinha em Oxfordshire, a cerca de 80 quilómetros de Londres e onde perdeu a vida, cedo se juntaram dezenas de seguidores do cantor britânico. Homenagens de anónimos e celebridades, como o amigo de longa data, Elton John, que o recorda como um "artista brilhante".

O anúncio da morte foi feito pelo assessor de relações públicas do músico, por volta das 23h00. Rapidamente, vários fãs reuniram-se junto à última morada do músico.

Tim Ireland

Tim Ireland

© Eddie Keogh / Reuters

© Eddie Keogh / Reuters

© Eddie Keogh / Reuters

Em Taiwan, o músico britânico foi homenageado numa manifestação em defesa do casamento homossexual.

© Reuters Staff / Reuters

Nas redes sociais, o Twitter foi o meio escolhido por amigos que são também colegas de profissão, como Elton John, Madonna ou Andrew Ridgeley, com quem George Michael formou os Wham!, nos anos 80, para reagir à morte do do ícone.

O compatriota e colega de profissão, Sir Elton John, recordou o "adorado amigo" como a "alma mais bela e mais generosa" e um "artista brilhante":

Madonna lamentou que "outro grande artista nos tenha deixado":

A apresentadora de televisão Ellen DeGeneres manifestou a sua tristeza pela morte de um "talento brilhante":

O também amigo Andrew Ridgeley, com o qual formou os Wham!, reagiu com tristeza e muitos elogios ao músico britânico, que "será amado para sempre".

George Michael vendeu mais de 100 milhões de discos durante os 35 anos de carreira. Aos 53, deixa um legado que continuará a perdurar neste e no próximo tempo.

CHRISTOPHER PARK

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.