sicnot

Perfil

Queda do BES

"Grandes homens medem-se pela capacidade de reconhecer erros”

"Grandes homens medem-se pela capacidade de reconhecer erros”

José Gomes Ferreira

José Gomes Ferreira

Diretor-Adjunto de Informação SIC

O antigo presidente da Portugal Telecom, Henrique Granadeiro, disse ontem no Parlamento estar convencido de que Zeinal Bava, antigo gestor da operadora, conhecia o investimento da empresa em dívida da Rioforte. Antes, Henrique Granadeiro disse ser responsável apenas por um investimento de 200 milhões de euros da PT SGPS na Rioforte, num total de 897 milhões de euros. José Gomes Ferreira elogia o depoimento de Granadeiro na comissão parlamentar de inquérito ao caso BES e sublinha que os "grandes homens medem-se pela capacidade de reconhecer erros e não só pelas virtudes". Na análise feita no Primeiro Jornal, José Gomes Ferreira realçou também que “há uma grande diferença entre este depoimento e o de Zeinal Bava”.

  • Granadeiro acusa Morais Pires de ocultar informação sobre GES
    2:27

    Economia

    O ex-presidente da PT SGPS Henrique Granadeiro acusa o antigo administrador financeiro do BES, Morais Pires, de ter ocultado informação sobre o Grupo Espírito Santo (GES), que levou a Portugal Telecom (PT) a perder quase 900 milhões de euros com a Rioforte. Granadeiro assumiu parte da culpa pelo investimento ruinoso, mas sugere que o então presidente executivo Zeinal Bava não só sabia, como ordenou parte da operação.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15