sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Relatório sobre BES Angola deve chegar ao Parlamento na próxima semana

O Banco de Portugal (BdP) estima que o bloco da auditoria forense que a Deloitte conduziu ao BES e às suas ligações com o BES Angola (BESA) chegue à comissão parlamentar de inquérito sobre o tema na próxima semana.

Na carta introdutória do primeiro bloco da auditoria, que chegou ao Parlamento na quarta-feira, o BdP realça que "é expectável que um segundo relatório, relativo às relações mantidas entre o BES e o BESA, seja formalmente entregue no decurso da segunda semana de março, seguindo-se a imediata comunicação do respetivo sumário executivo a essa comissão".

O supervisor indica no texto, a que agência Lusa teve acesso, que há ainda três outros blocos da auditoria que estão neste momento a ser ultimados que se estima que sejam "formalmente entregues ao BdP no decurso do mês de março".

Um desses blocos, que também se reveste de especial importância, diz respeito ao "reflexo no ativo do acréscimo do passivo financeiro da Espírito Santo International (ESI)".

O primeiro bloco da auditoria foi noticiado inicialmente pelo Jornal de Negócios na noite de quarta-feira e nele é revelado que Ricardo Salgado "desobedeceu ao Banco de Portugal 21 vezes, entre dezembro de 2013 e julho de 2014", e "praticou atos dolosos de gestão ruinosa".

Salgado, entretanto, pediu já hoje "um efetivo direito ao contraditório" e "uma defesa com a mínima igualdade de armas" sobre as investigações a decorrer.



Lusa
  • Auditoria aponta quatro atos de gestão ruinosa à administração de Salgado
    1:57

    Queda do BES

    O Banco de Portugal já enviou ao Ministério Público os resultados da auditoria forense ao BES. O documento dá conta de 21 desobediências de Ricardo Salgado ao supervisor em apenas sete meses e de pelo menos quatro práticas de gestão ruinosa. É ainda dito que foram feitos empréstimos a administradores do BES e a empresas do Grupo Espírito Santo às escondidas do Banco de Portugal, que já tinha proibido qualquer crédito.

  • Associação dos lesados do BES diz que auditoria dá razão aos que estão a perder dinheiro
    0:47

    Queda do BES

    A Associação Indignados e Enganados do Papel Comercial, que representa os lesados do Banco Espírito Santo (BES), considera que a auditoria à instituição vem dar razão a quem reclama o dinheiro de volta. O relatório reforça a ideia de que há uma distinção entre os pequenos aforradores e os investidores de risco, realça Mário Gomes, membro da associação Algo que a associação defende desde o colapso do banco.

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • S. João do Porto sem balões
    2:36

    País

    No Porto, milhares de pessoas foram para a rua festejar o São João. Este ano houve tolerância zero no lançamento de balões, por causa do risco de incêndio. O fogo de artifício começou com mais de 15 minutos de atraso.

  • Mais de 100 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.