sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Banco de Portugal recolhe depoimentos de ex-administradores do BES

O Banco de Portugal está a recolher depoimentos de administradores do BES que já tinham saído do banco antes da data da resolução, a 3 de agosto de 2014. 

O objetivo das audições é permitir aos antigos administradores, entre eles Ricardo Salgado e Morais Pires, que expliquem o grau de responsabilidade que tinham antes da revelação do buraco nas contas do BES, a 30 de julho, e da resolução logo a seguir. (Arquivo)

O objetivo das audições é permitir aos antigos administradores, entre eles Ricardo Salgado e Morais Pires, que expliquem o grau de responsabilidade que tinham antes da revelação do buraco nas contas do BES, a 30 de julho, e da resolução logo a seguir. (Arquivo)

Francisco Seco / AP

O objetivo das audições é permitir aos antigos administradores, entre eles Ricardo Salgado e Morais Pires, que expliquem o grau de responsabilidade que tinham antes da revelação do buraco nas contas do BES, a 30 de julho, e da resolução logo a seguir.

Trata-se de um procedimento administrativo obrigatório, já que a resolução atribuiu imediatamente ao "banco mau" a responsabilidade do pagamento de salários e pensões aos administradores em funções. Contudo, o diploma era dúbio em relação aos que já tinham saído antes de 3 de agosto.
  • Salgado deixa duras críticas ao governador do Banco de Portugal
    3:31

    Queda do BES

    Ricardo Salgado voltou esta quinta-feira ao Parlamento, com uma estratégia muito clara: arrasar o governador do Banco de Portugal. O ex- presidente do BES acusou Carlos Costa de o ter julgado sem provas e de ser o verdadeiro responsável pela derrocada final do banco. Salgado garantiu aos deputados que o banco não só era viável como até havia dinheiro para pagar aos clientes e investidores, e que foi a intervenção do governador que deitou tudo a perder. Salgado admite que o caso vai parar nos tribunais.

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.