sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

"Chamar ao BES o banco mau é como darem-me uma facada"

O ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), Ricardo Salgado, disse hoje no parlamento que lhe custa a aceitar o facto de o Banco de Portugal ter denominado de BES de 'bad bank' após a intervenção do supervisor na entidade.

(Lusa/ Arquivo)

"Chamar ao BES o banco mau é como darem-me uma facada", afirmou o responsável durante a sua audição na comissão parlamentar de inquérito ao caso BES/GES.

Salgado lançou este desabafo enquanto expunha a sua versão da matéria relacionada com o BES Angola (BESA), em resposta às questões que lhe iam sendo colocadas pelo deputado do PCP Miguel Tiago.

"O capital do BES chegou a junho em 3,8 mil milhões de euros. As ações do BES foram para o banco mau, e o crédito do BESA foi para o banco bom, mas constituíram uma provisão de 100%", sublinhou, apontando para a verba em torno dos 3,3 mil milhões de euros.

"E depois apresentam-se em Angola. Os angolanos, por mais amigos que fossem do Grupo Espírito Santo (GES), sabiam que o Novo Banco já não era do grupo e o que pagaram foi 688 milhões de euros. E isso aparece no banco novo como resultado", assinalou.

E realçou: "A operação foi louvada, porque o banco novo teve ganho, mas perdeu o resto. Nós não considerávamos que aquilo estivesse perdido".










Lusa
  • "Fernando Pessoa dizia: pedir desculpa é pior do que não ter razão"
    2:32

    Queda do BES

    Ricardo Salgado não pede desculpa e admite apenas que errou, mas nunca com intenção de prejudicar clientes e acionistas. Desde a última ida ao Parlamento, as palavras de Salgado foram várias vezes contrariadas. Salgado levou, desta vez, o discurso bem preparado, mas depois da intervenção inicial, teve mais dificuldades em explicar-se.

  • Salgado deixa duras críticas ao governador do Banco de Portugal
    3:31

    Queda do BES

    Ricardo Salgado voltou esta quinta-feira ao Parlamento, com uma estratégia muito clara: arrasar o governador do Banco de Portugal. O ex- presidente do BES acusou Carlos Costa de o ter julgado sem provas e de ser o verdadeiro responsável pela derrocada final do banco. Salgado garantiu aos deputados que o banco não só era viável como até havia dinheiro para pagar aos clientes e investidores, e que foi a intervenção do governador que deitou tudo a perder. Salgado admite que o caso vai parar nos tribunais.

  • "Não houve qualquer desvio de fundos"
    0:36

    Queda do BES

    O antigo líder do BES Ricardo Salgado disse hoje que "não houve qualquer desvio de fundos" e o dinheiro do banco "não foi para os bolsos dos acionistas, entre os quais se encontrava a família Espírito Santo".

  • Salgado cita Pessoa para não pedir desculpa
    1:11

    Queda do BES

    O antigo líder do BES Ricardo Salgado citou hoje Fernando Pessoa na comissão parlamentar de inquérito à gestão do banco, recorrendo ao autor para dizer que vai continuar a defender a sua razão. Porque "pedir desculpa é pior do que não ter razão".

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.