sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

"É totalmente falso que tivesse poder absoluto no BES"

O ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), Ricardo Salgado, contrariou as declarações proferidas por vários responsáveis que foram ouvidos na comissão de inquérito parlamentar ao caso BES/GES que apontavam para uma liderança centralizadora.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

"Eu não tinha o poder que muitos dizem e tentam mandar as responsabilidades para cima de mim", assegurou o responsável no Parlamento.

E reforçou: "É totalmente falso que tivesse esse poder absoluto no banco. É normal que eu tivesse essa visibilidade porque estava na comissão executiva do banco".

Segundo Salgado, "a centralização financeira do grupo é outra falsidade".

O líder histórico do ex-BES disse que tinha 515 reuniões anuais e 200 dias úteis em trabalho no setor financeiro para desempenhar as funções que lhe estavam atribuídas, procurando demonstrar que as suas competências na presidência do BES e do Espírito Santo Financial Group (ESFG) o impediam de controlar de perto a realidade das outras empresas do Grupo Espírito Santo (GES).

"A importância que me foi atribuída é completamente indevida e eu nunca a procurei", vincou aquele que ficou conhecido na opinião pública como o 'Dono Disto Tudo'.
Lusa
  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05