sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

"É totalmente falso que tivesse poder absoluto no BES"

O ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), Ricardo Salgado, contrariou as declarações proferidas por vários responsáveis que foram ouvidos na comissão de inquérito parlamentar ao caso BES/GES que apontavam para uma liderança centralizadora.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

"Eu não tinha o poder que muitos dizem e tentam mandar as responsabilidades para cima de mim", assegurou o responsável no Parlamento.

E reforçou: "É totalmente falso que tivesse esse poder absoluto no banco. É normal que eu tivesse essa visibilidade porque estava na comissão executiva do banco".

Segundo Salgado, "a centralização financeira do grupo é outra falsidade".

O líder histórico do ex-BES disse que tinha 515 reuniões anuais e 200 dias úteis em trabalho no setor financeiro para desempenhar as funções que lhe estavam atribuídas, procurando demonstrar que as suas competências na presidência do BES e do Espírito Santo Financial Group (ESFG) o impediam de controlar de perto a realidade das outras empresas do Grupo Espírito Santo (GES).

"A importância que me foi atribuída é completamente indevida e eu nunca a procurei", vincou aquele que ficou conhecido na opinião pública como o 'Dono Disto Tudo'.
Lusa
  • Nove dos 50 feridos que continuam hospitalizados estão em estado crítico
    3:46

    Ataque em Barcelona

    Os quatro indivíduos implicados nos atentados de Barcelona e Cambrils prestam hoje declarações ao juiz Fernando Andreu, na Audiência Nacional, em Madrid. O enviado especial da SIC, Emanuel Nunes, dá conta do ambiente que se vive em Barcelona esta manhã e faz uma atualização em relação aos feridos no atentado na capital catalã. Cinquenta pessoas continuam hospitalizadas, 9 em estado considerado crítico e 13 em estado grave.

  • Ilibados trabalhadores castigados por consulta de dados fiscais

    País

    Os funcionários da Autoridade Tributária, que tinham sido castigados por terem consultado dados fiscais, foram absolvidos. O jornal Público avançou hoje que as orientações contra as sanções a aplicar aos funcionários partiram do ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade.

  • Novas regras para os pagamentos em dinheiro vivo

    Economia

    Os pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros são proibidos a partir de quarta-feira, mas aos não residentes são permitidos pagamentos até 10 mil euros, ou o equivalente em moeda estrangeira, segundo um diploma hoje publicado.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Repórteres fazem relato impressionante dos acontecimentos em Charlottesville
    3:40