sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Lesados do BES terminam protesto em Braga em frente ao tribunal

GALERIA DE FOTOS

Cerca de uma centena de lesados com a compra de papel comercial aos balcões do BES, que hoje se manifestaram em Braga, terminaram o protesto em frente ao Tribunal Fiscal e Administrativo, num "gesto simbólico".

LUSA/ HUGO DELGADO

HUGO DELGADO

HUGO DELGADO

HUGO DELGADO

HUGO DELGADO

HUGO DELGADO

HUGO DELGADO

O grupo de lesados com a compra de papel comercial do Grupo Espírito Santo (GES) aos balcões do Banco Espírito Santo (BES) percorreu hoje o centro de Braga, manifestando-se em frente a várias instituições bancárias.


Os manifestantes pararam ainda em frente à delegação do Banco de Portugal para exigir a demissão do governador da instituição, afirmando que, segundo as conclusões do inquérito parlamentar, Carlos Costa "teve culpas" no "descalabro" do BES.

Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da Associação dos Indignados e Enganados do Papel Comercial, Alberto Neves, explicou que as manifestações vão continuar até que "todos" sejam restituídos do que lhes foi "roubado", mas alertou que não devem ser os contribuintes a "arcar" com o prejuízo.


"O que os deputados disseram deu-nos um novo alento. No fundo deram-nos razão. O senhor Carlos Costa tem culpas neste processo e deve sair da instituição", defendeu.


O grupo reclamou o "reembolso do dinheiro que tinha no banco" e que, garantiu, "nunca foi para comprar papel comercial do BES", reivindicando ainda que seja "acionada a provisão" que afirma existir.


"Não queremos que sejam os contribuintes a arcar com a responsabilidade, tem de ser o Banco de Portugal, havia uma provisão para isto", explicou Alberto Neves.


O grupo percorreu o centro da cidade deixando autocolantes nas paredes e nos vidros de estabelecimentos comerciais a exigir que lhes paguem o que dizem ser-lhes devido e parou em frente a várias instituições bancárias.


"A culpa é de todos, no fundo. O que aconteceu ao BES pode acontecer aos outros se ninguém fizer nada", afirmou António Costa, um dos manifestantes.


A manifestação terminou em frente ao Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga.


"É uma paragem simbólica porque isto agora foi para os tribunais, cabe à justiça prenunciar-se", referiu o vice-presidente da associação.


Os manifestantes deixaram ainda a garantia de que esta não será a "única nem a última" manifestação.


"Vai haver muitas mais por este país. Nós temos a razão do nosso lado. O povo também está do nosso lado e não nos vamos calar", assegurou o responsável pela referida associação.


Lusa
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.