sicnot

Perfil

Queda do BES

PCP quer que ministra das Finanças expliqueperdão de 85M€ ao Novo Banco

PCP quer que ministra das Finanças expliqueperdão de 85M€ ao Novo Banco

O PCP acusa o Governo de usar a lei de serviços mínimos bancários para conceder um perdão de 85 milhões de euros em impostos ao Novo Banco. João Oliveira entende que o Executivo está a ultrapassar todas as regras e vai, por isso, chamar a ministra das Finanças ao Parlamento.

Em conferência de imprensa, o líder parlamentar comunista, João Oliveira, anunciou que o PCP vai pedir a presença da ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, na comissão de Orçamento e Finanças, para explicar todo o processo.

Em causa está a discussão na quarta-feira na comissão de Orçamento do diploma sobre serviços mínimos das contas bancárias, no qual os comunistas dizem que a maioria está tentar introduzir legalidade retroativa para a atribuição dos benefícios fiscais.

"O PCP já tinha denunciado esta questão em dois momentos, na comissão inquérito no BES, por outro lado, no último debate quinzenal, em que o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, confrontou o primeiro-ministro, que recusou qualquer perspetiva de ilegalidade ou de benefício concedido ao Novo Banco", afirmou João Oliveira.

O presidente da bancada do PCP sustentou que "o estatuto dos benefícios fiscais foi a primeira justificação que o Governo encontrou para a atribuição de benefícios fiscais ao Novo Banco, com um despacho de um secretário de Estado".

Segundo João Oliveira, "o Governo percebeu entretanto que o estatuto dos benefícios fiscais não permite atribuir às instituições de crédito estas isenções e, por isso, criou uma lei feita à medida, que alterava o regime geral das instituições de crédito e sociedades financeiras".

"Só que a lei chegou tarde porque os factos tributários a que se aplicava eram anteriores. O Governo está agora a procurar, a cavalo da lei dos serviços mínimos das contas bancárias, dar retroatividade a estas alterações ao regime geral de instituições de crédito para que possa ter cobertura legal o que fez ilegalmente ao atribuir estes 85 milhões de euros de benefícios fiscais ao Novo Banco", expôs.

Com Lusa
  • Maratona da democracia em Barcelona
    1:18

    New Articles

    Na Catalunha, milhares de pessoas alimentam o braço de ferro com Madrid. Em Barcelona decorre a maratona pela democracia decorre na Praça da Universidade. A iniciativa repete-se noutros 300 municípios da região.

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o Expresso reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o Expresso reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.