sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Ricardo Salgado inquirido pelo juiz Carlos Alexandre

Em desenvolvimento

O ex-presidente do Banco Espírito Santo, Ricardo Salgado, está a ser ouvido pelo juiz Carlos Alexandre, no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa. A Procuradoria Geral da República confirma a inquirição, no âmbito da investigação ao universo Espírito Santo.

(Lusa/ Arquivo)

Salgado está a ser ouvido na qualidade de arguido desde as 9:30. Foi apresentado pelo Ministério Público para aplicação de medidas de coação, na sequência de também ter sido chamado a prestar declarações ao MP, há vários dias, relacionadas com o caso BES.

De acordo com o site da Sábado, o antigo presidente executivo do BES está acompanhado por dois advogados, entre os quais Francisco Proença de Carvalho.

Faz hoje um ano que Ricardo Salgado foi detido, para ser ouvido no âmbito da operação Monte Branco. Saiu então em liberdade, depois de pagar três milhões de euros de caução.

Ao contrário do ano passado, desta vez Ricardo Salgado não foi detido para ser interrogado.

EM ATUALIZAÇÃO

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.