sicnot

Perfil

Queda do BES

Ricardo Salgado passou bens para mulher e filhos antes do colapso do BES

Ricardo Salgado passou bens para mulher e filhos antes do colapso do BES

Ricardo Salgado terá transferido grande parte dos bens para o nome da mulher e dos filhos, meses antes da queda do BES. A notícia avançada pelo jornal Sol, revela ainda que o ex-banqueiro mantém em seu nome quatro imóveis. Apesar da transferência, a justiça arrestou centenas de imóveis na primavera deste ano.

Em reação a esta notícia, Ricardo Salgado emitiu um comunicado.

O ex-banqueiro alega que a notícia é falsa porque confunde alterações na composição do Conselho de Administração de uma sociedade com transferência de bens.

Mantém que é pura fantasia que os bens arrestados à sociedade Pedra da Nau tenham um valor de 1,8 mil milhões de euros.

O comunicado revela que a única transferência de ações da sociedade Pedra da Nau, efetuada por Ricardo Salgado, foi de uma posição minoritária sem relevância significativa, dando execução a uma decisão há muito tomada e com total transparência.

Remata o comunicado dizendo que este é apenas mais um episódio da saga encetada pelas publicações dominadas por Álvaro Sobrinho com o fim de difamar Ricardo Salgado e imputar a outros as responsabilidades do líder do BES angola.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15