sicnot

Perfil

Queda do BES

Vozes críticas à ideia de Passos sobre subscrição pública para apoio a lesados do BES

Vozes críticas à ideia de Passos sobre subscrição pública para apoio a lesados do BES

A promessa de Passos Coelho de uma subcrição pública para que os lesados do papel comercial do BES possam recorrer aos tribunais está a levantar duras criticas. A própria associação de lesados fala de uma proposta "intelectualmente desonesta". Já a oposição acusa o primeiro-ministro de querer que sejam os portugueses a pagar a factura. Quanto à venda do Novo Banco, parece haver novidades. Marques Mendes disse ontem no Jornal da Noite que há novos potenciais compradores interessados no negócio.

  • Passos esclarece compromisso assumido com os lesados do BES em Braga
    1:38

    Queda do BES

    Pedro Passos Coelho esclareceu, esta tarde, o compromisso que assumiu com os lesados do BES que se manifestaram em Braga. Está disponível para apoiar os clientes para que recorram a tribunal. Mas deixou claro que o Governo não nacionalizou o BES e em relação ao Novo Banco, o responsável pela venda é o Banco de Portugal.

  • Passos promete subscrição pública para apoio jurídico a lesados BES
    2:46

    Queda do BES

    Passos Coelho e Paulo Portas foram recebidos esta manhã com protestos e insultos no mercado municipal de Braga. Na primeira ação de campanha da coligação, estavam presentes os lesados do BES, mas também professores e outros cidadãos, que quiseram queixar-se das políticas do Governo. Por várias vezes, Passos Coelho parou para responder. Num desses momentos, comprometeu-se com uma subscrição pública para os lesados do BES conseguirem apoio jurídico.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15