sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Presidente do Novo Banco reúne-se quinta-feira com sindicatos

O presidente executivo do Novo Banco reúne-se quinta-feira com os dirigentes dos principais sindicatos do setor financeiro, que esperam conhecer os impactos nos trabalhadores do plano de reestruturação que está a ser preparado.

Presidente do Conselho de Administração do Novo Banco, Eduardo Stock da Cunha (Arquivo)

Presidente do Conselho de Administração do Novo Banco, Eduardo Stock da Cunha (Arquivo)

LUSA

Segundo disse à Lusa um dirigente do Sindicato dos Bancários Sul e Ilhas, a reunião está marcada para 10 de dezembro pelas 09:00 (hora de Lisboa), e estarão presentes os presidentes dos principais sindicatos do setor financeiro.

Paulo Alexandre afirmou que esperam que Stock da Cunha dê informação sobre o plano de reestruturação que a sua administração está a preparar e o modo como a reorganização do Novo Banco irá afetar os cerca de 7.000 trabalhadores do banco.

Depois de em setembro ter sido suspensa a venda do Novo Banco, o Banco de Portugal encarregou a administração da instituição financeira de delinear um plano de reestruturação que, apesar de ainda não ser conhecido, os sindicatos temem que implique o encerramento de balcões e a redução substancial de trabalhadores, pelo que pediram logo reuniões para obterem informação.

O ex-secretário de Estado dos Transportes e que foi contratado pelo Banco de Portugal para vender o Novo Banco, Sérgio Monteiro, disse, no início de dezembro, que o processo de alienação do Novo Banco será formalmente relançado assim que seja aprovado o plano de reestruturação.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.