sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Sindicatos esperam conhecer hoje impacto da reestruturação do Novo Banco

O presidente executivo do Novo Banco, Stock da Cunha, reúne-se hoje de manhã com os dirigentes dos principais sindicatos do setor financeiro, que esperam conhecer os impactos nos trabalhadores do plano de reestruturação da instituição.

Entre os nove bancos analisados, o Novo Banco foi o que teve pior desempenho, com rácio de capital de 2,4% e insuficiências de capital de 1.398 milhões de euros. (Arquivo)

Entre os nove bancos analisados, o Novo Banco foi o que teve pior desempenho, com rácio de capital de 2,4% e insuficiências de capital de 1.398 milhões de euros. (Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

A reunião acontece hoje pelas 09:00 (hora de Lisboa) na sede do Novo Banco, na capital portuguesa, com as entidades sindicais a esperarem que Stock da Cunha dê informação sobre o plano de reestruturação que a sua administração preparou e o modo como a reorganização do Novo Banco irá afetar os cerca de 7.000 trabalhadores do banco.

Depois de em setembro ter sido suspensa a venda do Novo Banco, o Banco de Portugal encarregou a administração da instituição financeira de delinear um plano de reestruturação que, apesar de ainda não ser conhecido, os sindicatos temem que implique o encerramento de balcões e a redução substancial de trabalhadores, pelo que pediram logo reuniões para obterem informação.

Lusa

  • Chuva, vento, granizo e neve em 13 distritos
    1:42

    País

    Treze distritos do continente estão sob aviso amarelo de mau tempo, com previsão de chuva, granizo e neve. O vento forte também se faz sentir nos distritos de Beja, Faro e Setúbal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.