sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Governo em desacordo com decisão do BdP de pôr dívida no "banco mau"

O Governo português terá estado contra a decisão do Banco de Portugal de impor perdas aos detentores de dívida sénior do Novo Banco, numa operação que permitiu recapitalizar a instituição, noticiou a agência financeira Bloomberg, citando duas fontes.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com a notícia, o secretário de Estado do Tesouro, Ricardo Mourinho Félix, afirmou num encontro com investidores na segunda-feira que o Ministério das Finanças expressou preocupações quanto à decisão de passar as obrigações seniores, que na resolução do BES ficaram no Novo Banco, para o 'banco mau', disseram duas pessoas que estiveram presentes na reunião e que preferiram não ser identificadas.

Os fundos gestores de ativos Pacific Investment Management (Pimco) e BlackRock, os maiores detentores de dívida, estavam entre investidores presentes no evento que decorreu em Londres.

A 29 de dezembro, o Banco de Portugal (BdP) passou para o BES a responsabilidade pelas obrigações não subordinadas ou seniores por este emitidas e que foram destinadas a investidores institucionais (como fundos de investimento, fundos pensões ou seguradoras).

Com esta medida - que reverteu a que tinha sido tomada após a resolução do BES, quando o Banco de Portugal decidiu não imputar perdas aos credores seniores passando a dívida não subordinada do BES para o Novo Banco -, o Novo Banco foi recapitalizado em 1.985 milhões de euros, permitindo-lhe assim cumprir as exigências regulamentares.

Os obrigacionistas foram apanhados de surpresa por esta medida, que tem sido muito contestada.

A gestora de ativos norte-americana Pimco foi uma das que se manifestou, com o diretor-geral em Londres a dizer ao Expresso que ficou chocado com a decisão do BdP, acrescentado que não viu isto "nem na Grécia", sustentando que naquele país houve negociação com os corredores quando foi necessário converter dívida em ações para recapitalizar os bancos.

A Pimco, segundo a Bloomberg, poderá ter de assumir perdas de 228,6 milhões de euros. Já a Blackrock, a maior gestora de ativos do mundo, poderá ter perdas potenciais de 254,1 milhões de euros.

Ainda segundo disse o secretário de Estado aos investidores, o Governo não interferiu na decisão do BdP devido à independência dessa instituição.

Lusa

  • Presidente catalão garante ter plano de contingência
    2:14
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Subimos ao novo miradouro no pilar da Ponte 25 de Abril
    2:06
  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • 60 sobreviventes resgatados dos escombros no México
    1:21