sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Sindicatos vão tentar salvar maior número de postos de trabalho do Novo Banco

A Federação do Sector Bancário (Febase) referiu hoje, em comunicado, que vai tentar salvaguardar o maior número possível de postos de trabalho no Novo Banco.

© Hugo Correia / Reuters

"Como sempre fizeram em reestruturações em outras instituições, os sindicatos da Febase vão tentar salvaguardar o maior número possível de postos de trabalho no Novo Banco e defender os seus trabalhadores", refere a Febase, filiada na União Geral dos Trabalhadores.

A equipa de gestão do Novo Banco esclareceu hoje que a reestruturação da entidade vai implicar a saída de até 500 trabalhadores.

No comunicado, divulgado após uma reunião com a administração do Novo Banco para obter esclarecimentos sobre o processo de reestruturação, a Febase refere também que foram feitas "propostas no sentido de minimizar os efeitos negativos" e que uma nova reunião vai ser agendada para as debater.

"Os sindicatos e os respetivos serviços jurídicos estão à disposição dos trabalhadores para qualquer esclarecimento de que necessitem", acrescenta.

O Novo Banco anunciou quarta-feira prejuízos de 980,6 milhões de euros no exercício de 2015.

O banco liderado por Stock da Cunha diz que este resultado é "reflexo do elevado nível de provisionamento essencialmente para crédito a clientes, títulos e imóveis", no valor de 1.054,4 milhões de euros, e ainda da "anulação da totalidade dos prejuízos fiscais reportáveis relativos ao ano de 2013", de 160 milhões de euros.

O Novo Banco foi criado no início de agosto de 2014 na sequência da resolução do Banco Espírito Santo (BES).

Logo no início da sua atividade, entre 04 de agosto e dezembro de 2014, o Novo Banco teve prejuízos de 467,9 milhões de euros, a que se somam pelo menos mais cerca de 3.600 milhões de euros negativos que o BES tinha tido no primeiro semestre de 2014.

Lusa

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.