sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Grupo de Trabalho remete solução para lesados do BES para junho

O grupo de trabalho criado para compensar os clientes lesados pelo papel comercial do Grupo Espírito Santo (GES) acredita que será possível chegar a uma solução em junho, justificando a demora com o "especial cuidado técnico" que implica.

Arquivo

Arquivo

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

Desde final de março que representantes do Banco de Portugal, da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), do banco mau BES, da Associação de Lesados do Papel Comercial e ainda do Governo se têm reunido sucessivas vezes com vista a encontrar um mecanismo que permita minorar as perdas dos mais de 2.000 subscritores de papel comercial das empresas Espírito Santo International e Rio forte, compradas aos balcões do BES.

No total, os investidores reclamam 432 milhões de euros, que foram dados como quase completamente perdidos aquando da implosão do grupo em 2014.

Inicialmente, o prazo dado para conseguir essa solução era o mês de maio, mas essa tem tardado.

Num comunicado hoje enviado à Lusa, as partes envolvidas na negociação dizem acreditar que "será possível vir a colocar à consideração dos destinatários uma possível solução, para que estes avaliem e, querendo, a aceitem, durante o mês de junho".

De acordo com a mesma fonte, "a conclusão desse trabalho, que tem sido exigente, envolve especial cuidado técnico".

Além disso, informa, é necessário superar "diversas condicionantes", nomeadamente a "recolha e tratamento de elementos de informação que, contrariamente ao que era esperado no final do mês de abril, ainda não foram integralmente obtidos".

O grupo de trabalho foi criado no âmbito do memorando de entendimento subscrito em 30 de março, na presença do primeiro-ministro, António Costa.

O Governo assumiu este tema como prioridade, por considerar que está em jogo a reposição da confiança no sistema financeiro.

O papel do executivo neste processo é de mediador, sendo representado pelo advogado Diogo Lacerda Machado.

Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • Rui Santos revela novos e-mails que envolvem o Benfica
    1:52
    Tempo Extra

    Tempo Extra

    3ª FEIRA 23:00

    No programa da SIC Notícias Tempo Extra, Rui Santos revelou esta terça-feira que o blogue de Hugo Gil, associado ao Benfica, partilhou informação privilegiada da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) com várias figuras do clube da Luz.

  • Fredy Montero é reforço do Sporting

    Desporto

    O colombiano Fredy Montero está de regresso ao Sporting, anunciou o clube. O avançado de 30 anos já tinha vestido a camisola dos leões entre 2013 e 2015, antes de passar pelos chineses do Tianjin Teda e nos canadianos dos Vancouver Whitecaps.

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC

  • Governo vai proibir refeições nos monumentos com estatuto de panteão
    0:53

    País

    O Governo vai acabar com as refeições no Panteão Nacional e em edifícios com estatuto semelhante, como os mosteiros dos Jerónimos e da Batalha. A decisão foi anunciada esta terça-feira pelo ministro da Cultura, no Parlamento. Luís Filipe Castro Mendes esclareceu que a decisão surge no âmbito da revisão do regulamento sobre os monumentos.