sicnot

Perfil

Queda do BES

Ricardo Salgado terá ordenado que as contas do Grupo Espírito Santo fossem mascaradas

Ricardo Salgado terá ordenado que as contas do Grupo Espírito Santo fossem mascaradas

Ricardo Salgado terá ordenado que as contas do Grupo Espírito Santo fossem mascaradas. O antigo líder do BES foi condenado pelo Banco de Portugal ao pagamento de uma multa de 4 milhões de euros e fica ainda inibido de qualquer atividade no setor finaceiro durante 10 anos. O Banco de Portugal condenou também outros oitos antigos gestores do banco.

  • Manuel Pinho exigiu reforma antecipada para aceitar cargo no Governo de Sócrates
    1:53

    País

    Manuel Pinho, antigo ministro da Economia do governo de José Sócrates, exigiu ao BES uma reforma antecipada como condição para aceitar o cargo no governo. Ricardo Salgado terá avisado o ex-ministro que deveria reforçar o pedido, pouco antes da queda do banco. Entretanto, Pinho processou o Novo Banco por nunca lhe ter sido atribuída uma pensão e exige mais de 7 milhões de euros.

  • Ricardo Salgado condenado por gestão ruinosa e falsas informações
    1:57

    Queda do BES

    Ricardo Salgado foi condenado pelo Banco de Portugal a pagar 4 milhões de euros e fica ainda inibido de voltar ao setor financeiro durante 10 anos. O Expresso de amanhã revela todos os pormenores do processo de contraordenação, que descobriu os culpados pela ocultação da dívida do Grupo Espírito Santo. Salgado, líder do império Espírito Santo, é responsável por cinco ilegalidades: práticas de atos de gestão ruinosa com dolo, prestação de informações falsas, violação das regras sobre conflitos de interesses, por não ter avançado com um sistema de gestão de risco sólido e eficaz com dolo e, ainda por não ter implementado um sistema de informação com dolo.

  • Salgado terá escondido parte da dívida do Grupo Espírito Santo
    2:52

    Queda do BES

    Ricardo Salgado foi condenado pelo Banco de Portugal a pagar 4 milhões de euros e não vai poder voltar ao setor financeiro durante 10 anos. O Expresso deste sábado revela as conclusões do processo de contra-ordenação, que descobriu os culpados pela ocultação da dívida do grupo. Salgado, líder do império Espírito Santo, é responsável por cinco ilegalidades: entre elas, gestão ruinosa e falsas informações. Salgado terá dado ordens, desde 2008, para esconder parte da dívida do Grupo Espírito Santo. O Banco de Portugal concluiu que foi Ricardo Salgado quem mandou vender dívida da ESI nos balcões do BES.

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo Expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por ter comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o jornal reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Maratona da democracia em Barcelona
    1:18

    Mundo

    Na Catalunha, milhares de pessoas alimentam o braço de ferro com Madrid. Em Barcelona decorre a maratona pela democracia, na Praça da Universidade. A iniciativa repete-se noutros 300 municípios da região.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.