sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Emigrantes lesados do BES prometem levar protestos à seleção nacional

Os emigrantes lesados do BES exigem que o Novo Banco participe nas negociações para encontrar uma solução para o que perderam e prometem intensificar a luta, organizando mais manifestações e levando os protestos à seleção nacional.

(Arquivo)

(Arquivo)

FERNANDO VELUDO/ LUSA (Arquivo)

A Associação Movimento dos Emigrantes Lesados Portugueses (AMELP) reuniu-se hoje com o advogado Diogo Lacerda Machado e no final da reunião o presidente da associação disse que "o diálogo só será retomado logo que o Novo Banco se mostre disponível para apresentar uma solução aceitável para os emigrantes lesados", que ainda serão cerca de 2.000.

A AMELP defende que "o diálogo, no sentido de uma possível solução que possa abranger a totalidade de recuperação das poupanças depositadas pelos emigrantes lesados, deveria ser alargado com inclusão do Novo Banco e, eventualmente, de entidades de supervisão" e, nesse sentido, recusou-se a agendar novas reuniões.

"As reuniões só serão agendadas se o Novo Banco vier às reuniões", afirmou Luís Marques, considerando que apesar de "existir uma vontade do Governo para tentar resolver a situação, há falta de vontade do Novo Banco" em fazê-lo.

Também para tentar encontrar uma solução para o seu problema, a AMELP tem marcada uma manifestação para a próxima sexta-feira, dia 10, em frente ao consulado português em Paris (França) e vai convocar um outro protesto, ainda no mês de junho, com local e data ainda a definir.

Além disso, a AMELP vai fazer chegar o protesto à seleção nacional, ao selecionador nacional, Fernando Santos, e ao jogador Cristiano Ronaldo, em vésperas do início do campeonato europeu de Futebol, que tem início na sexta-feira em França.

"As pessoas estão exaustas e revoltadas. O Novo Banco anda a brincar com os emigrantes. Anda a patrocinar a seleção nacional de futebol com o nosso dinheiro. Deviam ter vergonha, quando andam a dever dinheiro a quem anda a passar fome", disse à Lusa o Luís Marques, acrescentando que será pedida uma reunião ao selecionador nacional e enviada uma carta a Cristiano Ronaldo.

Além disso, a AMELP vai pedir reuniões ao Banco de Portugal, ao Presidente da República e ao primeiro-ministro.

Esta foi a segunda de duas reuniões inconclusivas com Lacerda Machado, que o Governo nomeou como mediador para tentar negociar uma solução com o Novo Banco para os cerca de 2.000 emigrantes lesados pelo Banco Espírito Santo (BES), depois de a 27 de maio a associação de lesados ter entregado novos documentos ao representante do Governo, mas criticando o Novo Banco por não ter apresentado "nada em concreto". Depois dessa reunião, a associação prometeu intensificar os protestos se da reunião de hoje não saíssem soluções.

Após a resolução do BES, a 4 de agosto de 2014, os emigrantes lesados ascendiam inicialmente a 8.000 num total de 728 milhões de euros de dinheiro investido.

Mas no verão do ano passado, o Novo Banco propôs uma solução comercial aos emigrantes detentores de vários produtos comercializados pelo BES (Poupança Plus, Top Renda e Euro Aforro), que permitia a recuperação faseada da quase totalidade das aplicações, tendo tido acolhimento por parte de 80% desses clientes.

Por resolver ficou assim o caso dos emigrantes que não aceitaram a proposta - com a própria AMELP a considerar então que a complexidade da solução não se adequava ao perfil financeiro dessas pessoas - e ainda os cerca de 400 emigrantes que subscreveram os produtos Euro Aforro 10 e EG Premium, para os quais o Novo Banco não fez proposta, considerando que não era possível pelo tipo de produto financeiro em causa.

Quanto à AMELP, exige que seja o Novo Banco (o banco de transição que ficou com ativos do BES) a contribuir para uma solução que devolva aos emigrantes as suas poupanças.

Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Ministro alemão elogia Centeno que está otimista com o futuro da Zona Euro
    1:13

    Economia

    Mário Centeno diz que a Zona Euro tem um futuro positivo pela frente e acredita que o grupo dos países do euro está alinhado num projeto comum. Declarações do novo presidente do Eurogrupo no final de um encontro com o ministro das Finanças alemão, em Berlim. Peter Altmaier deu Portugal como exemplo de sucesso e reconheceu que foi um erro dividir a Europa entre Norte e Sul durante os anos da crise.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC