sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Novo Banco reduz participação na Pharol para 9,56%

O Novo Banco reduziu a participação na Pharol, passando a deter 9,56% do capital social e dos direitos de voto da antiga PT SGPS, depois de ter alienado cerca de 3% da participação que detinha.

Em comunicado hoje enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Pharol informa que, a 05 de julho, o Novo Banco alienou 26.895.375 ações ordinárias, "representativas de aproximadamente 3,0% do capital social e direitos de voto da Pharol, numa operação fora de bolsa, pelo preço de 0,17 euros por ação".

Na sequência desta alienação, o Novo Banco "passou a deter uma participação social correspondente a um total de 85.665.125 ações ordinárias, representativas de aproximadamente 9,56% do capital social e dos direitos de voto da Pharol".

Noutro comunicado também emitido hoje, a Pharol informa que a Hestia Investments passou a deter uma participação qualificada de 4,70%, depois de ter adquirido ações ordinárias representativas de 3% do capital social.

Este aumento decorre da "aquisição de 26.895.375 ações ordinárias, representativas de 3% do capital social e dos direitos de voto da Pharol", operação realizada a 30 de junho.

Após esta operação de compra, a Hestia Investments passou a deter 42.112.574 ações ordinárias, "representativas de aproximadamente 4,7% do capital social e dos direitos de voto da Pharol", refere ainda o comunicado.

Os títulos da Pharol fecharam hoje a subir 6,03%, para os 0,123 euros, numa sessão em que o PSI20 fechou a perder 2,24%, após cinco sessões consecutivas de ganhos.

Lusa

  • BCP e Santander fora da corrida ao Novo Banco

    Queda do BES

    O BCP e Santander estão fora da corrida ao Novo Banco. O prazo para apresentação das propostas terminou às 17:00. O Banco de Portugal disse que recebeu quatro propostas para a compra do Novo Banco, sem revelar o nome das entidades interessadas.

  • Propostas para compra do Novo Banco ficaram abaixo dos dois mil milhões

    Queda do BES

    As propostas para comprar o Novo Banco ficaram todas abaixo dos 2 mil milhões de euros. A SIC sabe que não houve nenhuma proposta melhor do que no concurso anterior, realizado há cerca de um ano. Os valores agora oferecidos ficam muito longe do objetivo, o montante da capitalização inicial do banco. Recorde-se que este banco resultante da queda do BES levou uma injecção de de dinheiro de 4 mil e 900 milhões de euros. Ainda esta semana o Banco de Portugal deverá confirmar os nomes da nova admnistração liderada por António Ramalho, depois da saida de Stock da Cunha.

  • Administração da CGD bate com porta cansada com indefinição
    1:41

    Caso CGD

    A administração da Caixa Geral de Depósitos apresentou hoje a demissão. Numa carta enviada à tutela, os administradores dizem que estão cansados da indefinição no banco público. O mandato terminou no ano passado, mas a equipa de José de Matos aceitou ficar até à tomada de posse do novo presidente, o que ainda não aconteceu.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.