sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Moody's preocupada com impacto da venda do Novo Banco

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

A agência de notação financeira Moody's considera que a venda do Novo Banco deverá ser feita abaixo do preço inicialmente expectável, colocando pressão sobre o resto do sistema bancário, que poderá ser chamado a arcar com custos.

Os analistas da Moody's que seguem o sistema bancário português publicaram hoje um relatório sobre a situação dos bancos que operam em Portugal e a relação com o soberano.

"Os riscos para o sistema bancário incluem a probabilidade de que a venda do Novo Banco resulte em proveitos abaixo do esperado, o que poderá levar o resto do sistema bancário a suportar a diferença", refere a empresa que avalia o risco de crédito.

O Novo Banco - o banco de transição que ficou com os ativos e passivos considerados não problemáticos do BES - está em processo de venda, tendo os interessados em adquirir a instituição apresentado propostas até final do passado mês de junho.

Segundo divulgou então o Banco de Portugal, foram quatro as ofertas recebidas, não tendo contudo relevado de quem se tratam.

O Diário de Notícias escreve hoje que o "objetivo de fechar as negociações em julho ou agosto derrapou devido à complexidade da escolha" entre propostas que têm "naturezas muito diferentes", referindo que estão na corrida os bancos BCP e BPI e os fundos Apollo/Centerbridge e Lone Star.

O Banco de Portugal tinha como objetivo concretizar a venda do Novo Banco este verão, depois de o processo ter sido suspenso em setembro do ano passado.

Depois do colapso do BES, há dois anos quase, foi criado o Novo Banco capitalizado com 4.900 milhões de euros através do Fundo de Resolução bancária, dos quais 3,9 mil milhões veio de um empréstimo do Tesouro, no qual participam os bancos do sistema. Assim, em teoria cabe aos bancos assumirem a diferença, caso da venda do Novo Banco não seja suficiente para os custos tidos com a sua constituição.

O Governo, os bancos e o Banco de Portugal têm mantido conversações sobre uma forma mais gradual e menos penalizante de isso vir a ser feito, tendo em conta a frágil situação da banca portuguesa.

Em julho, foi polémica a afirmação que constava de uma carta enviada pelo Governo para Bruxelas em que aquele referia que "não considera a possibilidade" de realizar uma nova ajuda estatal ao Novo Banco, acrescentando que, se o banco não for vendido, entra num processo ordeiro de liquidação.

Segundo a diretiva de resolução e recuperação bancária, que regula os resgates aos bancos na Europa, um banco de transição, como é o Novo Banco (que ficou com os ativos e passivos considerados não problemáticos do BES), "deverá ser administrado de uma forma que viabilize a continuidade das suas atividades e voltar a ser colocado no mercado quando as condições o permitirem e dentro do prazo previsto na presente diretiva, ou ser liquidado, se não for viável".

O Novo Banco teve prejuízos de 980,6 milhões de euros em 2015, justificando mais de metade deste resultado negativo ainda com o legado do BES.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.