sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Emigrantes lesados dos BES vão propor ao Novo Banco mediação pela CMVM

(Arquivo)

FERNANDO VELUDO/ LUSA (Arquivo)

Os emigrantes lesados do Banco Espírito Santo (BES) vão, até ao final deste mês, propor ao Novo Banco que resolva o conflito através da mediação pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O anúncio foi feito pelo presidente da Associação Movimento Emigrantes Lesados Portugueses (AMELP), Luís Marques, durante o protesto desta manhã em frente à sede do Novo Banco, em Lisboa.

"A arbitragem vai ser proposta até ao fim do mês", afirmou Luís Marques, adiantando que este é um novo mecanismo que a CMVM disponibiliza para mediação de conflitos.

A CMVM publicou em julho um regulamento com as regras da mediação de conflitos entre investidores não institucionais e as entidades que supervisiona.

O caso dos clientes que se sentem lesados em bancos recentemente alvo de resolução, como os que esta sexta-feira protestam, pode enquadrar-se num procedimento de mediação multilateral.

Dezenas de emigrantes lesados do BES estão desde as 11:30 concentrados em frente à sede do Novo Banco, na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

Depois da concentração junto à sede do Novo Banco, os emigrantes lesados irão marchar até ao Banco de Portugal, na Rua do Comércio.

Os emigrantes lesados que esta sexta-feira se estão a manifestar não aceitam a solução comercial proposta pelo Novo Banco que foi aceite, contudo, por 6.000 clientes emigrantes, que tinham investido cerca de 500 milhões de euros em produtos de poupança.

Estes clientes não aceitaram a proposta do Novo Banco por considerarem que não era justa e não se adequava ao seu perfil, uma vez que implicava a subscrição de obrigações de longa duração do Novo Banco e em que os depósitos a prazo estarão condicionados ao valor dessas obrigações.

A AMELP é constituída por mais de 400 associados, sobretudo trabalhadores emigrantes portugueses, e já protagonizou vários protestos em Paris e em cidades portuguesas, com o objetivo de reaver as poupanças dos emigrantes.

Lusa

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de uma dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projecto prevê a possilidade do trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.

  • Pelo menos 2 mortos em Guadalupe à passagem do furacão Maria

    Mundo

    A passagem na terça-feira do furacão Maria pelo arquipélago francês de Guadalupe, nas Caraíbas, provocou a morte de duas pessoas, indicou o governo. Em declarações à Rádio RCI, Eric Maire, delegado do governo, disse que um homem morreu devido à queda de uma árvore, e que outra pessoa foi encontrada morta junto ao mar.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.