sicnot

Perfil

Queda do BES

Queda do BES

Queda do BES

Trabalhadores do Novo Banco querem explicações sobre mais despedimentos

A Comissão Nacional de Trabalhadores (CNT) do Novo Banco reúne-se na próxima segunda-feira com a administração devido às notícias que apontam para a possibilidade de haver um novo processo de despedimentos, que pode chegar às 500 pessoas.

"A reunião está confirmada para a próxima segunda-feira, às 14:30", disse à agência Lusa Rui Geraldes, porta-voz da estrutura que representa os trabalhadores do Novo Banco.

O responsável assumiu a preocupação da CNT face à notícia hoje avançada pelo Jornal de Negócios, que indica que a Comissão Europeia impôs novos remédios ao Novo Banco quando, em dezembro do ano passado, foram estendidas as garantias estatais e a data limite para a sua venda até agosto de 2017.

Um desses remédios é a redução de mais 500 postos de trabalho, depois de já ter havido um corte do quadro de pessoal de 1.000 pessoas, caso o Novo Banco não seja vendido até ao final do ano.

"Acabamos de sair de um despedimento de 1.000 pessoas e vivemos uma situação muito dolorosa", salientou Rui Geraldes, acrescentando que "é muito complicado trabalhar num clima de indefinição há já dois anos".

O responsável disse que só na próxima segunda-feira, depois de a CNT se reunir com a equipa de gestão do banco liderado por António Ramalho, será possível adiantar mais informação relativamente a esta matéria, até porque a mesma não era do conhecimento da entidade até ser hoje noticiada.

O Novo Banco - o banco de transição que resultou do resgate ao Banco Espírito Santo (BES) - está atualmente em processo de venda, sendo que o Banco de Portugal recebeu quatro propostas de aquisição: dos fundos Apollo/Centerbridge e Lone Star e dos bancos BCP e BPI.

Este é o segundo processo de venda do Novo Banco, depois de o Banco de Portugal ter considerado que, durante o primeiro processo, suspenso em setembro do ano passado, nenhuma proposta era interessante.

Lusa

  • Fogo na baixa do Porto provoca quatro feridos, dois em estado grave
    1:38

    New Articles

    Um incêndio em três habitações na baixa do Porto, que deflagrou esta noite, provocou quatro feridos, dois em estado grave. O fogo que foi extinto pelos Bombeiros Sapadores do Porto causou cinco desalojados, dos quais quatro foram acolhidos por familiares e um realojado pela junta de freguesia. Desconhece-se a origem das chamas que destruíram três casas.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.