sicnot

Perfil

Global Management Challenge

Rússia vence 36ª edição do Global Management Challenge em Macau

Rússia vence 36ª edição do Global Management Challenge em Macau

Pela terceira vez consecutiva, a Rússia venceu uma final internacional do Global Management Challenge. A equipa saiu de Macau com o título de melhor equipa de gestão do mundo. Depois de competir com 24 países, a equipa portuguesa foi eliminada na semi-final e considerou esta uma das finais mais competitivas. A Staples foi distinguida com o prémio de patrocinador do ano. A final internacional da próxima edição vai ser em Doha, no Qatar.

  • GMC desafia quadros de empresas na área da gestão
    2:18

    Global Management Challenge

    Terminou a primeira fase de decisões da 36ª edição do Global Management Challenge. Há cada vez mais quadros de empresas a participar na competição de gestão. Fomos perceber como se gere uma empresa virtual. Saiba mais sobre a participação da Staples no Global Management Challenge na edição em papel do Expresso do próximo sábado, dia 20 de junho.

  • GMC ajuda jovens a encontrar o primeiro emprego
    1:49

    Global Management Challenge

    A 36ª edição do Global Management Challenge conta com um grande número de estudantes a participar no desafio. Os jovens apostam na competição com esperança de arranjar uma oportunidade de trabalho. A competição junta não só equipas de alunos, mas também clientes e funcionários de empresas, que são desafiados a gerir uma empresa virtual.

  • Millennium BCP eleito patrocinador do ano da 36ª edição do GMC
    1:34

    Global Management Challenge

    O banco Millennium BCP foi distinguido como patrocinador do ano da 36ª edição do Global Management Challenge. Nuno Amado, presidente do banco, diz estar "muito contente" pela distinção e aponta a capacidade de formação e de inovação da iniciativa. Garante que uma das competências mais importantes é "ver as consequências das decisões que temos de uma forma rápida e num ambiente competitivo" e que "é muito importante ter noção da causa-efeito num ambiente competitivo em setores onde estão outros a competir".

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.