sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

BCE reforça linha de liquidez dos bancos gregos em 600 milhões

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu reforçar hoje a linha de emergência de liquidez para os bancos da Grécia em 600 milhões de euros, para cerca de 69.400 milhões de euros, avançou hoje a agência Bloomberg.

Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu (BCE) (Reuters/ Arquivo)

Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu (BCE) (Reuters/ Arquivo)

REUTERS

O Conselho de Governadores do BCE reuniu-se hoje por telefone para definir o montante para aumentar a linha de emergência (Emergency Liquidity Assistance -- ELA -, na sigla em inglês), que já tinha sido reforçada em 500 milhões de euros para 68.800 milhões de euros a 05 de março, de acordo com fontes ligadas ao processo citadas pela agência de informação financeira Bloomberg.

Está previsto que os governadores revejam o montante da linha novamente a 18 de março, a próxima quarta-feira.

Os bancos gregos não absorveram todos os fundos da ELA disponíveis no anterior teto e dispõem ainda de 3.500 milhões de euros, disse uma fonte oficial do Banco da Grécia.

O BCE está a rever os limites da linha semanalmente, refletindo "o receio" de que os bancos utilizem os fundos disponíveis na ELA para financiar o Governo grego, disse hoje o presidente do Bundesbank (banco central alemão), Jens Weidmann, à Bloomberg, em Frankfurt, depois da decisão tomada pelos governadores.


Lusa
  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.