sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Primeiro-ministro grego visita Rússia a 8 de abril

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, vai visitar a Rússia a 8 de abril, um mês antes de uma outra visita já agendada para 9 de maio, informou fonte governamental grega.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"O primeiro-ministro visitará o Kremlin a 8 de abril a convite do Presidente russo, Vladimir Putin", anunciou o Governo de Atenas em comunicado.

Tsipras já tinha agendada uma visita a Moscovo a 9 de maio, para assistir às cerimónias de comemoração dos 70 anos da vitória dos Aliados sobre a Alemanha nazi.

Putin convidou Tsipras para as comemorações na conversa telefónica em que o felicitou pela vitória do Syriza nas eleições gregas de janeiro. 

Na altura, fontes governamentais indicaram que o objetivo dos dois dirigentes é reforçar a cooperação entre a Grécia e a Rússia, "dois países com relações profundas e históricas, especialmente nas áreas da economia, energia, turismo, cultura e transportes".

O ministro dos Negócios Estrangeiros grego, Nikos Kotzias, visitou Moscovo no princípio de fevereiro para se reunir com o homólogo russo, Serguei Lavrov.

Na ocasião, Kotzias afirmou que a Grécia pode desempenhar um "papel especial" como mediador nas relações entre a União Europeia (UE) e a Rússia e que se opõe a novas sanções económicas contra Moscovo pelo seu envolvimento no conflito na Ucrânia.

A aproximação entre os dois países provocou mal-estar entre os parceiros europeus da Grécia, apesar de Tsipras, nas visitas que fez a capitais europeias após assumir o cargo, ter afastado um pedido de financiamento a Moscovo e sublinhado que a sua intenção é negociar com os membros da UE.

Segundo a imprensa grega, o Governo de Atenas pretende negociar com Moscovo a exclusão dos produtos agroalimentares gregos do embargo imposto pela Rússia à UE como retaliação das sanções europeias.

O Governo de Tsipras negoceia atualmente com os representantes dos credores internacionais um programa de reformas que tem de aplicar como contrapartida de um prolongamento por quatro meses do programa de ajuda externa e o pagamento de uma prestação de 7,2 mil milhões de euros.

Fonte do Governo de Atenas anunciou hoje que Tsipras pediu ao presidente do conselho europeu, Donald Tusk, para organizar uma reunião especial com os líderes da Comissão Europeia, Banco Central Europeu (BCE), Alemanha e França à margem da cimeira europeia de quinta e sexta-feira em Bruxelas.

O primeiro-ministro grego vai, por outro lado, reunir-se na segunda-feira em Berlim com a chanceler alemã, Angela Merkel.

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.